Menú

El Periódico Extremadura | Terça-Feira, 16 de janeiro de 2018

Este Cáceres nunca se enruga

Novo triunfo de mérito da equipa de {Ñete} {Bohigas} perante um dos ‘grandes’ da competição

JAVIER ORTIZ
13/01/2018

 

Al Cáceres Patrimonio de la {Humanidad} no le da miedo nada, pelo menos em seu pavilhão. Ontem voltou a bater a outro dos grandes da LEB Oro, após fazê-lo recentemente perante Melilla e {Palencia}. O {ICL} {Manresa} provou a mesma medicina procedente de um plantel/elenco dizimado, sem dois de seus titulares, mas comprometido ao máximo e que sabe a que joga. Poderá questionar-se que se depende demasiado dos triplos... exceto quando se ganha, claro. 74-68 e a encarar uma boa fase do calendário cheirando zona de {playoff}. {Meritazo} de {Ñete} {Bohigas} e seus jovens.

O primeiro quarto foi francamente divertido, com um jogo ofensivo muito alegre por parte de ambas as equipas. Los locais encontraram-se cedo com o problema extra das duas faltas de {Pol} {Olivier}, que tinha começado muito atinado, mas o nível não desceu. A pontaria {verdinegra} era extraordinária, o que compensava os despistes defensivos no aro próprio.

Todos se somavam à causa, encabeçados por {Warren} {Ward} e um omnipresente Luis Parejo, picado certamente por sua frouxa atuação do passado domingo. Ninguém conseguia vantagens maiores/ancianidade de três pontos, a mesma com a que o Cáceres terminou o quarto pela frente/por diante (23-20).

O cenário pôs-se mais sério seguidamente. Já não teve tantas facilidades para anotar e o colapso verde-negro chegou. O {ICL} {Manresa} apertou consideravelmente em defesa e pôs-se pela frente/por diante (26-32, {min}. 16).

Não terminavam de sair as coisas e se vivia por momentos dos ataques de inspiração de {Ward}, muito a gosto em seu novo papel de ‘4’ aberto. Com Jordi Trías dominando o jogo/partido a seu antojo com 37 anos, quase foi um mau menor acabar no descanso com um 35-40 contra.

SEGUNDA PARTE / Após o passo pelos balneários, o {ICL} {Manresa} conseguiu cedo sua máxima vantagem (37-45, {min}. 22), mas isso {espoleó} tremendamente ao Cáceres, disposto a dar a vida. Jogando com enorme determinação, encadeou três triplos consecutivos (dois deles de {Olivier}) e voltou a pegar/apanhar a iniciativa (46-45, {min}. 24). Uma socorrida zona começou a funcionarle fantasticamente a {Bohigas}. Todos começavam a acreditar/achar-se que ganhar-lhe ao segundo classificado era factível, por muita diferença na masa salarial que tivesse sobre/em relação a a campo/pista.

O último quarto arrancou com 51-52 e os dois contundentes {despellejándose} mutuamente. Esse é um terreno no qual ao Cáceres gosta de mover-se quando está protegido por sua inchada.

Já não pode dizer-se que Dani Martínez tornou-se no protagonista inesperado, já que foi o melhor perante o {Palencia}. Dois tiros/lançamentos livres, um tripla e uma canastra de dois seus subiram a temperatura do pavilhão até limites insuspeitos (60-52, {min}. 34).

À falta de dois minutos e meio, o jogo/partido estava muito encarrilhado (66-56), mas o {Manresa} fez uma última tentativa para semear a inquietude (66-63 a 1:31). Foi nessa altura quando nessa altura quando {Ward} e Parejo voltaram a aparecer com {sendos} triplos para selar o nono triunfo.

Guille Corrales e {Rolandas} {Jakstas}, cujos regressos ainda não estão nada claros, o celebraram desde o banco. Por resultados como o de ontem à noite pode parecer que não, mas este plantel/elenco necessita ajuda. E a merece.

3Cáceres Patrimonio da Humanidade: {Pol} {Olivier} (11) Luis Parejo (14), {Warren} {Ward} (17), Sergio Pérez (5), {Robertas} {Grabauskas} (6) --cinco inicial-- Onda {Keshinro} (5), {Niko} {Rakocevic} (5), Dani Martínez (11).

3ICL {Manresa}: {Ashley} Hamilton (7), Jordi Trías (17), {Guillem} {Jou} (6), {Lluis} Costa (10), {Noah} Allen (11) --cinco inicial-- Javier Múgica (0), Gabriel Lundberg (12), {Jordan} {Sakho} (2), Daniel García (0), Álvaro Muñoz (3), {Jokubas} {Gintvainis} (0).

3Marcador por quartos: 23-30, 35-40 (descanso/intervalo), 51-52 e 74-68 (final).

3Árbitros: Antonio Zamora e Eduardo Escartí.

3Pabellón: Cidade de Cáceres.

3Espectadores: 1.300.

{cáceres} 74

{icl} {manresa} 68

As notícias mais...