Menú

El Periódico Extremadura | Sexta-Feira, 17 de janeiro de 2020

Bom ambiente, escasso público


07/12/2019

 

Apesar de ser a bilhete gratuito e a manhã solarenga, não acolheu demasiado público o primeiro jogo/partido da Copa de las Regiones de la UEFA, que a seleção extremenha disputou no Municipal de Arroyo de San Serván contra a seleção de Catalunha

O bancada esteve salpicado por adeptos chegados de diversos pontos da região. Escudos do Coria, Cacereño, Calamonte, Trujillo... se misturavam entre o público.

Em preferência, ao calor agradável do sol, seguiram/continuaram o jogo/partido uma boa representação da plantel/quadro do Mérida e os selecionados de Aragão, que não retiravam olho a seus rivais dos dois próximos partidos.

Também treinadores, agora com mais tempo livre, como Luismi Patiño, {Juampe} Sánchez ou José María Rebollo seguiram/continuaram atenciosamente este encontro histórico para o futebol extremenho.»Pois está muito bem plantada nossa seleção», comentava o diretor desportivo do Arroyo, {Eladio} Jiménez.

O camarote de autoridades se apresentava maior/velho percentagem de ocupação. À cabeça o presidente da Federação Extremenha, Pedro Rocha, que no descanso dizia: «é importante para nosso futebol que possamos trazer este tipo de eventos», ao mesmo tempo que não mostrava-se magoado pela pouca afluência de público. «Bom, não está mau, ao ser ponte/feriado há muita gente que vai-se embora e outros descansam de futebol», analisou.

Os que brilharam com luz própria foram os selecionados extremenhos que conseguiram um valioso empate no tempo regulamentar e a vitória na série de penáltis que lhe dá vantagem sobre/em relação a a seleção catalã em caso de empate. O tandem de técnicos Domingo {Terrón}-Javier Moreno mostrava certa satisfação pelo empate colhido e que mantém as opções intactas face a apurar-se para as meias-finais.

O encontro definitivo se disputará no domingo às 10:00 em Puebla de la Calzada onde o combinado extremenho se medirá ao de Aragão. PABLO TALAVERA

As notícias mais...