Menú

El Periódico Extremadura | Segunda-Feira, 17 de fevereiro de 2020

O Barça se dispara na Liga

Os azuis-vermelhos se distanciam no liderança com os golos de Messi e Suárez

DAVID RAMIRO (EFE) deportes@extremadura.elperiodico.com GETAFE
07/01/2019

 

MMessi e Luis Suárez, com dois golos na primeira metade, permitiram ao Barcelona {llevarse} com sofrimento a vitória de {Getafe} (1-2), dado que a equipa madrilena, que reduziu distâncias antes do descanso/intervalo, teve ocasiões muito claras para empatar na segunda parte.

O {Coliseum} Alfonso Pérez apresentou seu primeiro cheio da época para receber/acolher ao Barcelona numa noite mágica que sempre é especial para o adepto {azulón}, que desde hora e meia antes do começo do jogo/partido já até longuíssimas caudas para entrar ao estádio.

Quando pior o estava passando o Barcelona apareceu o jogador mais determinante, Leo Messi, que aproveitou uma indecisão de {Djené} e {Cabrera} para receber/acolher a bola inclinado à esquerda e cruzarlo com medida certa ao fundo das malhas.

O golo lhe fez muito dano ao {Getafe}, que perdeu a posse e se viu durante bastantes minutos assediado por seu rival, que começou a encadear aproximações muito claras de golo, como um remate cruzado de Luis Suárez que tirou por baixo/sob/debaixo de David Soria.

Aos 25 minutos o guarda-redes madrileno, o melhor da sua equipa em toda a noite, também foi protagonista porque salvou ao {Getafe} com um {despeje} em linha de golo após um remate de Piqué dentro do área pequena. A insistência do Barcelona encontrou prémio com o segundo golo, obra do uruguaio Luis Suárez, que rematou de {volea} a bola na frontal que se coou pelo costado esquerdo da baliza {azulona}.

Ao plantel/elenco catalão lhe durou pouco/bocado a alegria porque o {Getafe}, num alarde de garra, se foi embora decidido ao ataque. Pôde marcar primeiro com um remate de {Arambarri} que tocou em Jordi Alba e foi a um poste, mas fê-lo depois, dois minutos antes do descanso/intervalo, quando Mata aproveitou a bola no segundo pau centrado desde a direita por Ángel para anotar a porta vazia.

Na segunda parte o jogo/partido começou com um ritmo frenético que se traduziu em ocasiões em ambas áreas. A primeira na do Barcelona com um remate cruzado de Ángel no mano a mano com {Ter} {Stegen} e a segunda com a bola que deixou morto {Cabrera} na área do {Getafe} para que Messi, só/sozinho, {rematara} às mãos de David Soria.

A entrada de Jorge Molina no {Getafe} lhe deu outro ar ao ataque, que melhorou muito suas prestações ofendidas e, inexplicavelmente, não empatou o jogo/partido após uma ocasião muito clara de Jaime Mata e falhou a porta vazia.

{GETAFE} 1

BARCELONA 2

3Goles: 0-1: {min}. 19 Messi; 0-2: {min}. 38 Luis Suárez; 1-2: {min}. 43 Mata.

3Árbitro: {Cuadra} Fernández (Comité das ilhas Baleares). Amarela a {Foulquier}, {Damián}, {Cabrera}, {Maksimovic}, do {Getafe}; e a Arthur, Jordi Alba e Vidal, do Barcelona.

3Estadio: {Coliseum} Alfonso Pérez.

3Espectadores: 14.721.

3Getafe: David Soria; {Damián} Suárez, {Djené}, {Cabrera}, {Antunes}; {Foulquier} (Jorge Molina, m.57), {Arambarri}, {Maksimovic}, Postigo ({Rober} {Ibáñez}, m.83); Ángel ({Samu} {Saiz}, m.73) e Mata.

3Barcelona: {Ter} {Stegen}; {Sergi} Roberto, Piqué, {Lenglet}, Jordi Alba; Arthur ({Aleñá}, m.87), {Arturo} Vidal (Busquets, m.69), {Rakitic}; Messi, {Dembélé} ({Coutinho}, m.83) e Luis Suárez.

As notícias mais...