Menú

El Periódico Extremadura | Sexta-Feira, 27 de abril de 2018

O Arroyo se põe quase para a volta à campo/pista

{Judith} Pérez, diretora técnica, pede que lhes respeitem as lesões

REDACCIÓN
10/01/2018

 

A diretora técnica e principal responsável do acondicionamento físico do Extremadura Arroyo, {Judith} Pérez, afirmou ontem que após a paralisação natalício, a equipa que milita no Grupo ‘A’ de Superliga 2 de voleibol/vólei tem seguido/continuado uma cuidadosa planificação, na qual a preparação física tem entesourado uma percentagem muito alto das sessões de trabalho.

Pérez afirma que o facto/feito de não ser uma equipa profissional, «implica um esforço extra para as raparigas, e assim, o mês de Dezembro foi muito duro, ao combinar-se as facetas desportiva, laborais e académicas, o que propiciou que {llegásemos} no fim de esse troço {liguero} com uma alta doses de fatiga».

Neste sentido assinala que após uma passada semana «{eminentemente} física», com sessões de treino no ginásio e na campo/pista, as jogadoras suportam na atualidade um trabalho orientado a «manter os níveis de força e potencia já adquiridos, centrando'ns muito no cuidado preventivo de lesões».

Na sua opinião, é importante sublinhar que «sempre procuramos individualizar ao máximo o trabalho de cada uma, porque não é o mesmo planificar para a jogadora que se dedica por inteiro ao voleibol/vólei, que a que chega ao treino à noite depois de/após oito horas em sua atividade laboral ou académica».

«Acredito/acho que o pessoal está a trabalhar {formidablemente} bem, que na segunda volta vamos a mais, podendo fazer coisas que iludam a nosso público e a nossa pedreira/formação, pelo que só/sozinho peço que nos respeitem as lesões», conclui.

A competição volta este sábado ao Arroyo depois de/após quase um mês de paralisação. A equipa extremenha recebe no pavilhão Municipal ao {Torrejón}.

As notícias mais...