Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 20 de maio de 2018

Ao Mérida lhe sai o plano

O clube romano {apuntala} sua defesa para não encaixar golos –leva dois partidos seguidos/continuados com a baliza a zero– e crescer a partir de aí. Para a próxima cita/marcação/encontro em casa deverá mostrar uma versão mais ofensiva

NONO SAAVEDRA
13/02/2018

 

Quando uma equipa {coquetea} com a descida e seu objetivo deveria ser muito mais ambicioso, a solução é pontuar o máximo possível e para isso a primeira premissa é não encaixar golo algum, o que assegura um ponto e, a partir de aí, tentar aproveitar a ocasião que se tenha para pescar os três em {liza}. Esse era o plano do Mérida no {Cartagonova} e lhe saiu o suficientemente bem como para resgatar o empate, embora «tivesse sido perfeito se {llegamos} a aproveitar a que temos tido», reconhecia o treinador romano, {Loren} {Morón}, no fim de choque no feudo do líder.

Os emeritenses saíram com um rede defensivo que foi acoplando-se conforme passava o encontro. Na primeira metade, apesar da acumulação de jogadores por dentro com três centrais (José Cruz, Javi Chino e {Golobart}) e dois pivôs (Checa e {Chema} {Mato}), o Mérida sofreu diante da mobilidade dos médias pontas {cartageneros}, tendo que salvar Felipe Ramos até três ocasiões muito claras.

No entanto, conforme passavam os minutos, sobretudo na segunda metade, o Mérida terminou por {desquiciar} ao líder, ao que lhe começaram a faltar ideias. Além disso, jogadores com a experiência de {Chema} {Mato}, Checa ou Santi Villa, deram um passo até diante oferecendo-se quando a equipa mais lhes necessitava. Fruto da frustração local chegaram as perdas em campo próprio e as opções dos visitantes para poder/conseguir levar-se um pilhagem ainda maior, principalmente numa ação de Germán.

Versão mais ofendida

O ponto se considera como positivo por onde se conseguiu e pela necessidade que tem a equipa romana, mas face ao choque do próximo domingo (17.00 horas) face ao Real Múrcia no Romano, {Loren} terá que desenhar um novo plano, no qual de novo a premissa seja não receber/acolher golos (o Mérida leva dois jornadas consecutivas com a baliza própria a zero), mas terá que ter uma versão algo mais ofensiva. Desde o clube se quer aproveitar o bom momento e a entidade do rival para atrair o máximo número possível de adeptos pondo as entradas ao preço único de 5 euros.

Para a cita/marcação/encontro de domingo, {Loren} recupera aos sancionados Julio de Dios e {Jokin} Espalhe e terá que esperar a evolução dos lesionados Iván Aguilar e Paco Aguza. {Golobart}, por seu lado, acabou com problemas em seu gémeo direito, mas não deveria impedir-lhe estar para a cita/marcação/encontro.

As notícias mais...