Menú

El Periódico Extremadura | Sexta-Feira, 28 de fevereiro de 2020

O Al-Qázeres fecha a vantagem

O treinador Ricardo Vasconcelos acredita que a equipa não sofrerá agora o mesma quebra que no primeiro paralisação pelas seleções. «Será completamente diferente, o estado físico e mental é diferente»

J. J. T.
14/02/2020

 

La primeira janela de seleções se traduziu num duro golpe para o Nissan Al-Qázeres Extremadura, ao que lhe custou {reconectar} a suas jogadoras. Na segunda, paga a {novatada}, não acredita o treinador Ricardo Vasconcelos que volte a acontecer-los o mesmo. «Agora será completamente diferente», assegurava esta quinta-feira o português, «o estado físico e mental é diferente».

La segunda janela não se tem parecido em quase nada à primeira. Se em Novembro foram quatro os integrantes da plantel/quadro que foram com suas seleções (o treinador Vasconcelos e as jogadoras Paula Ginzo, Laura {Ferreira} e {Bozica} {Mujovic}), agora só/sozinho foi uma, a última em chegar, a sueca {Josefin} {Vesterberg}. Também se têm reduzido os dias de descanso/intervalo das jogadoras a três, que se foram embora de férias com uma boa carga/carrega de estreitamente prévia. «{Aumentamos} o volume e a intensidade», explicou o luso, «quando não {compites} e vais a ter três dias de descanso/intervalo interessa que as jogadoras vão carregadas e seu corpo se pode regenerar para começar bem a semana, e assim foi, fizemos uns entre'ns muito bons. Estamos contentes com o estreitamente específico que fizemos estas duas semanas».

Na volta à competição o preparador acredita que também pagaram a juventude da plantel/quadro, o {desconocimento} duma liga tão competitiva como a espanhola. «Muitas jogadoras não sabiam que era esta liga e por isso aquele paralisação lhe fez tanto/golo dano ao plantel/elenco, foram demasiados dias desligadas da realidade».

Este sábado o porá em prática em La {Fonteta} perante o Valência (20.30 horas), um teste difícil, onde Vasconcelos pede a suas jogadoras que tratem de superar-se sabendo da dificuldade do choque e de que o realmente importante para as extremenhas será o seguinte sábado no Serrano Macayo, quando encare perante o Queijos o Pastor de Zamora uma autêntica final pela manutenção.

As notícias mais...