Menú

El Periódico Extremadura | Segunda-Feira, 17 de fevereiro de 2020

Som cabo-verdiano de {Lucibela} no {Pedrilla}


12/07/2019

 

Os sons {caboverdinaos} da cantora {Lucibela}, uma das melhores vozes femininas em explorar os problemas que implica ser mulher em Cabo Verde, serão os encarregados de estrear a XXIII edição de Os Concertos de {Pedrilla}, que se celebrarão de 12 de Julho a 23 de Agosto. A programação inclui seis concertos com artistas de {folk}, flamenco, {soul} e jazz e trata-se de uma das atividades culturais «estrela» da Assembleia provincial, segundo informou em nota de imprensa.

O programa se desenvolverá cada sexta-feira, até ao 23 de Agosto, nos Jardins do Museu {Pedrilla} de Cáceres e começa esta nova edição com o desdobre vogal de {Lucibela}, que mergulha nos grandes {sambistas} de Brasil enquanto acrescenta um vibrato emotivo, segundo recolhe/expressa Efe.

{Lucibela}, que pertence a «uma nova geração sem inibições», nasceu em 1986 em Sãou {Nicolau}, uma das ilhas de {Barlovento}. Seu primeiro álbum, ‘{Laço} umbilical’, representa o cordão que une à cantora com sua terra. O álbum desdobra 13 temas com os que explora os problemas de ser mulher e cabo-verdiana. Comparada pela imprensa especializada com {Cesaria} {Evora} (a considerada como reina da {morna} de Cabo Verde), {Lucibela} tem tomado a testemunha desses géneros musicais de Cabo Verde, como {morna} e {coladera}, e os transferiu a seu terreno.

Para além de {Lucibela}, o toque internacional do programa o porá neste ano {Pascuala} {Ilabaca} e Fauna (Chile; 26 de Julho). Os nacionais serão Pedro Pastor e Os loucos nus (2 de Agosto).

As notícias mais...