Menú

El Periódico Extremadura | Quarta-Feira, 19 de septembro de 2018

Sai a concurso a tenda da praça/vaga que será o epicentro do Carnaval

Para adjudicar-la se valorizará o preço das consumos e a programação. A Câmara Municipal pagará a luz, a água e os banhos desta dotação de 850 m²

REDACCIÓN
13/01/2018

 

Cáceres voltará a ter sua tenda de Carnaval, tal como se tem vindo fazendo durante os últimos anos. A Junta de Gobierno local da Câmara Municipal, em sua reunião de ontem, resolveu aprovar o caderno de encargos técnicas para a concessão da gestão e exploração da tenda municipal durante estas festas. O citada folha tem por objeto a regulação temporal da exploração das barras, bem como a programação artística e a decoração da tenda.

Cáceres usufruiu de sua tenda durante os melhores anos do Carnaval. Era o lugar de encontro da cidade e por ela passavam milhares de pessoas cada dia. A causa de a recuperação das festas nos últimos anos, impulsionada pelas comparsas que não quiseram deixar morrer o Carnaval cacerenho, a tenda municipal voltou à praça/vaga Maior em 2016, continuou em 2017 e também fá-lo-á neste ano, nomeadamente desde o 9 até ao 11 de Fevereiro (sexta-feira a domingo).

PRESTAÇÕES MUNICIPAIS / A Câmara Municipal porá a disposição dos {licitantes} a estrutura já montada, com seus devidos encerramentos e uma superfície aproximada de 850 metros quadrados, similar à do ano anterior e o dobro que a de 2015.

Também, o Gobierno municipal dará o cenário, a contratação do fornecimento elétrico, os quadros de proteção, as tomadas de corrente, a instalação elétrica básica com a iluminação ambiente, um total de seis banhos e diversos contentores. Igualmente, a Câmara Municipal arcará com as despesas do fluido elétrico e do fornecimento de água. Também se fará cargo da limpeza das cabinas sanitárias, para que estejam em condições de uso.

DEVERES DO ADJUDICATÁRIO / Por outro lado, tanto/golo a segurança da tenda municipal como a limpeza no interior da mesma serão por conta do adjudicatário. Neste sentido, a empresa que se faça cargo da mesma deverá contar com o correspondente convicto de responsabilidade civil, com cobertura suficiente para os três dias de duração do Carnaval.

Entre os critérios de avaliação na hora de adjudicar a tenda se terá em conta o preço das consumos, a experiência da empresa {ofertante}, a dotação de pessoal, a programação artística que se proponha, a decoração das instalações e as possíveis melhorias que se incluam na oferta.

Segundo destacou o vereador da área, Pedro Muriel, mediante esta tenda a Câmara Municipal de Cáceres oferece seu apoio ao Carnaval, que se está consolidando de novo graças ao trabalho de diversas entidades e associações.

As notícias mais...