Menú

El Periódico Extremadura | Sexta-Feira, 3 de abril de 2020

O Ruta de la Plata terá mais usos

Uma destas variações ajusta a norma a utilidades que já tem o centro. Outro das mudanças reduz o trâmites para a abertura de locais de lazer e restauração

JOSÉ LUIS BERMEJO caceres@extremadura.elperiodico.com CÁCERES
10/03/2020

 

El plenário/pleno da Câmara Municipal aprovará definitivamente na próxima semana uma modificação do Plano Diretor Municipal (PGM) de urbanismo que permite o alargamento dos usos no centro comercial Ruta de la Plata. Esta variação se tem tardado em tramitar um ano e meio. As mudanças som de três tipos: ajusta à regulamento usos já existentes (como o oficina de automoção da planta cave), reduz os trâmites para a abertura de estabelecimentos de lazer e de hotelaria e permite outras utilidades terciárias (clínicas {odontológicas} ou de cirurgia menor e cabeleireiros, entre outros usos urbanísticos).

A modificação muda seis artigos do Plano Diretor Municipal. A Comissão de Urbanismo e Ordenamento do Território da Extremadura informou a favor desta modificação, só/sozinho apresentou uma série de correções e precisou que a aprovação definitiva da mesma corresponde à Câmara Municipal, que a ratificará em sua próxima sessão que se celebra na próxima quinta-feira dia 21.

Deste mudança no planeamentos/planejamentos não só/sozinho se beneficiará o Ruta de la Plata, mas outros espaços comerciais que estão em seu mesmo grau/curso universitário de ordenação, como as parcelas de Induyco, Carrefour, {Supercor} ou a zona comercial de Novo Cáceres que está pendente de desenvolver-se.

No trâmites entre a aprovação inicial e a provisória desta modificação do planeamentos/planejamentos também se têm beneficiado deste mudança outros espaços recriativos, como o V Centenário, a maçã do hotel Extremadura, o complexo desportivo do Peru ou o clube do campo de golfe.

Em todas as zonas citadas e noutras do mesmo grau/curso universitário se reduzem os trâmites para a abertura de bares ou de locais de lazer ou de restauração. Já não se necessita a prévia aprovação de um estudo de detalhe, quando a superfície seja igual ou superior a 300 metros quadrados, ou de um plano especial, quando exceda os mil metros.

PARA VEÍCULOS ELÉTRICOS / A modificação se tramitou por proposta de a promotora que gere o centro comercial Ruta de la Plata. No documento se propunha que o estudo de detalhe ou o plano especial, que requereriam duma tramitação mais larga/ampla, se substituíssem por uma justificação no projeto de pedido/solicitação da licença na qual, para os locais de maior/velho tamanho, se garanta a adequação da ordenação para facilitar a evacuação e não interferir com outros usos na zona comercial.

Outro das mudanças que se inclui na modificação é que sejam compatíveis mais usos, mesmo trata-se de atividades que agora estão no centro comercial ou que estiveram, apesar de que, segundo o plano de urbanismo atual, não eram compatíveis. Um dos casos é o do oficina de automoção, no cave há um negócio deste tipo. Além disso se favorece se possam instalar mais usos terciários ou de serviços, como cabeleireiros ou centros odontológicos. As mudanças menores que se aprovarão numa semana com a modificação do Plano Diretor Municipal de urbanismo afetam ao número de casa de banho ou à instalação nos estacionamentos e garagens de pontos de recarga/recarrega para os veículos elétricos ou {electrolineras}.

As notícias mais...