Menú

El Periódico Extremadura | Sábado, 25 de novembro de 2017

A rua Venezuela, a primeira em passar pelo sala de operações da campanha de asfalto

O bairro reclama melhorias em mais ruas, com saneamento velho

MIGUEL ÁNGEL MUÑOZ CÁCERES
12/09/2017

 

La rua Venezuela, no bairro de {Llopis} {Ivorra}, foi a que estreou ontem a campanha de alcatroado da Câmara Municipal, que afeta a 11 vias da cidade, ao todo 14.000 metros quadrados, nos que se investirão 230.000 euros, segundo detalhou o porta-voz do governo municipal, Rafael Mateos.

O presidente da Associação de Vizinhos/moradores de {Llopis}, José Antonio Ayuso, valorizou o processo. Recordou que o asfalto era de betão e que os carros «já passavam entre grava» devido ao mau estado da via. Indicou que esta obra se faz porque «não tinha que pôr saneamento», como acontece em Salvador, {Honduras}, Nicarágua, {Bolivia}, Paragiro, Uruguai, Peru e Guatemala, ruas nas que urgem tubagens de água e saneamento porque as que há «têm 50 anos».

A Câmara Municipal já acometeu a primeira fase em Equador, Cuba e um troço de Colômbia, mas diminui a segunda, que leva anos reivindicando's.

No fim de Venezuela lhe tocará o revezo amanhã a Juan Caldera, Villuercas e {Berrocala}. O dia 15 se atuará em {Numancia} e Nossa Senhora da Asunción, o 18 em Lucio Cornelio Balbo, rotunda da Gruta do Conejar e Grã-Bretanha, e o 19 em Concórdia e ronda de São Francisco com Irmãos Romero Ruiz. As de mais metros são Grã-Bretanha (5.240) e Concórdia (3.000). As obras duram 10 dias e se informa previamente aos vizinhos/moradores de seu início com cartazes e {octavillas}.

As notícias mais...