Menú

El Periódico Extremadura | Quinta-Feira, 5 de dezembro de 2019

«O governo local está usufruindo da gestão do PP»

Põem de exemplo Virgem de Guadalupe, a canalização de Santa Luzia e a muralha. Os vereadores do PP {afean} ao novo executivo socialista que não o reconheça

MIGUEL ÁNGEL MUÑOZ
13/08/2019

 

Los vereadores do PP saíram ontem à cena municipal em plenário/pleno período de férias do presidente da Câmara Municipal Luis Salaya para {recordarle} que eles andam por Cáceres e que as infraestruturas que por enquanto vão tomando forma na cidade são fruto do anterior executivo. Los vereadores José Ángel Sánchez Juliá e Víctor Bazo foram os encarregados de protagonizar a crónica política do dia com estas declarações: «O governo local está usufruindo da gestão do PP», disseram desde a avenida Virgem de Guadalupe, submetida a uma reforma que tem realizado a empresa {Santano} com um investimento de 576.000 euros e que já está aberta ao trânsito com normalidade à falta de detalhes como a instalação de bancos, papeleiras e o acabado das tarefas de jardinagem.

«Depois da polémica que suscitou a obra (teve queixas do coletivo Cáceres Verde pela eliminação das {acacias} da centralizadora avenida), o resultado é ótimo e conseguimos que uma das artérias principais de Cáceres se tenha modernizado e o trânsito seja mais fluido», disseram os vereadores, que reiteraram e lamentaram que o governo socialista «não esteja reconhecendo publicamente tratar-se dos frutos da nossa gestão».

Los vereadores criticaram que estes anúncios sejam tomados como próprios por parte do novo gabinete da praça/vaga das {Piñuelas}. «Já fizeram-no com a mudança de canalização de Santa Luzia, que era um projeto já tramitado pelo PP, igual que a concessão de ajudas europeias à inovação e ao turismo», recordaram os responsáveis do principal jogo/partido da oposição/concurso público.

O mesmo acharam das obras de recuperação da muralha de Cáceres. «Essa obra se tem realizado através do 1,5% cultural e nossa mediação foi básica. É uma atuação que deve sair adiante com garantias», referiram-se depois da reivindicação dos grupos ambientalistas sobre/em relação a a conservação dos ninhos de {vencejos} no tela da fortaleza e situaram ao plantel/elenco de governo a que «o solucionem».

Entretanto, os vereadores realizaram um percurso/percorrido por Virgem de Guadalupe e elogiaram o trabalho realizado. O exvereador de Infraestruturas, Víctor Bazo, conhece bem o processo. Relatou que com esta obra, a avenida ganhará um 50% em iluminação. Em relação ao mobiliário, sublinhou que durante sua gestão se contemplaram a instalação de 12 novos bancos ao longo/comprido da rua.

A obra de Virgem de Guadalupe foi uma das mais controversas dos últimos anos na cidade. O anterior governo municipal abriu «um diálogo com os coletivos da zona centro que se veriam mais afetados por esta intervenção», vizinhos/moradores e comerciantes, com os que se chegou a um «consenso» sobre/em relação a a reforma ótima da avenida, entre três projetos para a zona.

As notícias mais...