Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 19 de janeiro de 2020

Natal, dia um

O aceso das luzes, neste ano animado com o processo do grupo municipal, abre o calendário de atos até depois de/após Ano Novo

GEMA GUERRA
06/12/2019

 

Há muitas razões. «Pela neve», grita {Irene}. Será a dos filmes porque em Cáceres neva mais bem pouco/bocado. «Pelas férias», confessa Sol. Irrebatível. «Pelos presentes», lançam com sinceridade Hugo e Luzia. Nesta época temos de dizer a verdade sempre por isso ambos têm ganho pontos esta tarde. Os dois aguardam na praça/vaga Maior/velho com a sua mãe Gema García os minutos que ficam para que comece oficialmente a Natal porque arranca quando o interruptor ativa a iluminação natalícia.

«Cinco, quatro, três, dois». Natal, dia um. Soa a música e de repente a Câmara Municipal se ilumina e o árvore de vinte metros já luz como devesse e neste ano coincide com que é transitável pela primeira vez pelo que os cacerenhos podem admirar os centenas de luzes desde/a partir de a base do {cono}. Tal como já aconteceu no passado ano, o ato contou com o apoio de um grande número de famílias, que quiseram estar presentes na contagem decrescente. Assistiram estudantes de várias colégios da capital cacerenha, que acompanharam ao presidente da Câmara Municipal, Luis Salaya, e ao resto da corporação que assistiu na tarefa de sondar o botão vermelho que dá tiro de partida ao calendário de festas.

Como novidade, a escadaria da Câmara Municipal tornou-se num improvisado cenário para o grupo municipal que, após o aceso, ofereceu um recital com um repertório de canções natalícias para animar aos presentes. Os que mais usufruíram, sem dúvida, os mais pequenos, que, entre aplausos e espanto por observar aos músicos a uma distância tão próxima, participaram no concerto ao ritmo da melodia de canções de Natal e canções tradicionais.

Em relação às luzes, que neste ano se têm instalado em mais bairros, se têm repartido até 952.000 pontos de luz entre 175 arcos natalícios, 62 motivos em postes de iluminação, 1.750 metros de grinaldas em palmeiras e árvores e 12 textos luminosos ‘Feliz Natal’. Cabe destacar que tudo a iluminação é de baixo/sob/debaixo de consumo e conta com com menos de três {watios} por metro quadrado quando a lei estabelece oito {watios}.

Assim, a partir de esta quinta-feira, a capital se submerge na programação que se prolongará até bem entrado o novo ano. Já este fim-de-semana, os cacerenhos podem visitar o mercado de artesanato e livros instalado em Cánovas. Também hoje e até ao domingo, poderão visitar a feira do doce conventual na igreja da Afetado Sangue. Partilha espaço com um dos maiores/ancianidade atrativos das passado natal e desta, o {belén} de {Playmobil}, que soma neste ano quase um milhar de ‘{clics}’ e recria o nascimento, passagens bíblicas e até um circo romano. Também inclui neste ano um {Elvis} {Presley} e um {boxeador} escondidos para que os mais observadores possam encontrá-los.

As notícias mais...