Menú

El Periódico Extremadura | Segunda-Feira, 17 de fevereiro de 2020

Não encontrad


07/01/2019

 

{ADRIANA} SERRANO

J (Santa {Cecilia}) A família é o primeiro / nos sentimos cuidados por ela / juntos os problemas são menos / e cada semana é mais bela. Em minha família somos quatro / mamã, {papá}, meu {hermanito} e eu ‘a poetisa’ /que a sua família tem {enganchado} um bocado / para ouvir este poema com boa letra. Juntos passamos muitos momentos / nos {reímos} com um grande sorriso / nos {ayudamos} uns a outros / e juntos a vida não vai tão depressa. Quando estamos juntos não temos medo / ter unida à família é genial / com a família perto sinto que voo / e este poema chegou a seu final.

{ESDRAS} {CALEB} CÁCERES

J (Francisco Pizarro) ¡Chega a Natal! / datas para {recordar} / o nascimento de Jesús / o menino {Jesus}, pequeno e travesso / o menino Santo. Chegam os Reis Mágicos / a deixar-nos presentes. As famílias estão contentes celebrando a Natal. ¡Viva a Natal! / ¡Viva o menino Jesús!.

ALBA CORTÉS

J (Casar de Cáceres) É o melhor povo/vila / que tenho visto. Gosto por / seu bolo do Casar / graças aos {queseros} que trabalham para que / nós a possamos / comprar e usufruir / toda a família / amigos e demais. Casar, Casar / suas ruas Natal / iluminadas estão.

CARLOS RODRÍGUEZ

J (A Asunción) ¡Que felicidade / quando {ayudo} aos demais! ¡Que alegria / quando com os meus amigos partilho todos os dias! ¡Que tristeza / quando estamos sós e temos pena! ¡Que amor / quanto te sinto em meu coração! ¡Que generosidade / quando não penso tanto/golo em mim / mas nos demais! ¡Que amizade / quando queremos a nossos amigos com sinceridade.

{ANDREA} VINAGRE

J (Francisco Pizarro) Adoro o inverno / o frio chega / a neve também, / sobre/em relação a os campos brancos / grandes árvores nevadas. Os ursos comem frutos / se escondem em suas grutas, / chega a Natal, / ¡que felicidade!. Com familiares estaremos / jantando ricos bolos / e com presentes terminaremos.

{BEATRIZ} SÁNCHEZ

J (Santa {Cecilia}) Já chega a Natal / com muita felicidade / a estrela está brilhando / e os Reis Mágicos vão chegando. Meninos e meninas {duérmanse}, / que {Melchor}, Gaspar e {Baltasar} / todos os presentes lhes darão / para jogar amanhã ao despertar. O menino Jesús tem nascido, / a São José lhe tem {pillado} dormido, / a Virgem o está cuidando / e os pastores estão rezando. Os Reis Mágicos vêm caminhando / os meninos lhes estão à espera / trazem harmonia / os esperam com alegria.

{PAMELA} SANTOS

J (Casar de Cáceres) Em meu povo/vila preferido / quando o frio não se tem ido / vão chegando as cegonhas / a fazer seus bonitos ninhos. A igreja de meu povo/vila / é a mais {bonida} que há / pois nelas está a Virgem / e seu filho nosso senhor. Também me gostam as festas / a qual delas melhor. Minha preferida é o Ramo / por tanta luz e ilusão/motivação. Gosto muito sua charca / seus {regatos} e barragens / sobretudo aos domingos / que nos passamos neles um bocado. E com isto termino / de falar de meu povo/vila bonito.

MARÍA OLIVA

J (A Asunción) Em minha classe há com óculos / mais {bajitas} ou mais {altitas} / mais sociais e mais reservadas / todas elas com seus gostos. Louras e {morenas} / com rabo-de-cavalo ou {moñito} / com tranças ou cabelo solto / mais {larguito} ou {cortito}. Dentro com uniforme / embora ninguém o prefere / na rua com vaqueiros / com {falditas} ou chapéus. Estudando / aprendendo / com deveres ¡Demasiados! / todas elas se ajudam / para poder/conseguir completá-los.

SOLEDAD BARQUERO

J ({Aspainca}) Tinha uma vez / que estava à espera a Natal / porque tinha presentes, doces, amanteigados, torrões e se fazia uma grande festa / porque nascia o menino Jesús numa casinha muito humilde / e quando nasceu o menino Jesús / saiu uma estrela brilhante.

As notícias mais...