Menú

El Periódico Extremadura | Sexta-Feira, 17 de janeiro de 2020

Mais medidas: catálogo de locais vazios e reparação de fachadas


02/12/2019

 

Para além de abrir as portas aos possíveis parques comerciais, a Câmara Municipal de Cáceres quer dar início o próximo ano a diferentes medidas «para apoiar e reforçar ao pequeno comércio», segundo anuncia o presidente da Câmara Municipal, Luis Salaya. Vão se concentrar sobretudo na dinamização de locais de aluguer que agora encontram-se vazios, e na melhoria das fachadas em mau estado que fica mal na imagem das zonas comerciais, especialmente no centro.

Para ser feito este último projeto, a Câmara Municipal pretende aceder a programas financiados com fundos europeus. «Estamos ainda depurando a fórmula porque há diferentes opções e procuraremos a mais adequada. Estudamos se fazê-lo de forma subsidiária ou por meio de subsídios a particulares, precisamente o estamos encaixando agora», explica o presidente da Câmara Municipal.

Luis Salaya também se tem referido à criação de um registo de locais vazios que indicará suas localizações e outros dados úteis, como os metros quadrados de cada um, a quem pertencem (administração pública ou particular), que tipo de obra necessitam, que atividades se podem ser feito em seu interior... Isto é, todos os dados de interesse para qualquer empreendedor.

Em definitiva, Salaya enumera as ações de impulso ao pequeno comércio, o interesse por abrir oito parques comerciais ou a profunda renovação do Centro Comercial Ruta de la Plata... «Cáceres parece avançar na sua oferta comercial, temos a possibilidade de que venham grandes superfícies, mas também, não o esqueçamos, de comprar no pequeno comércio, que é fundamental para a cidade», sustenta.

De facto, o presidente da Câmara Municipal recorda que «o modelo de pequeno comércio está agora triunfando em muitas cidades, mesmo as grandes marcas se aproximam de novo às pequenas lojas, às ruas comerciais tradicionais, porque o usuário valoriza cada vez mais esse consumo de proximidade, esse trato pessoal ao cliente», indica Salaya, convencido de que Cáceres «tem muito potencial em relação se lograr-mos que aos poucos nosso comércio local seja cada vez mais moderno, forte e ágil»,

Neste sentido, Luis Salaya insiste em que a implantação de medianas superfícies comerciais favorece mesmo ao comércio de proximidade: «É importante que Cáceres tenha novos referentes para evitar as ‘fugas’ contínuas de consumidores a outras cidades», conclui.

As notícias mais...