Menú

El Periódico Extremadura | Segunda-Feira, 25 de junho de 2018

«É uma situação injusta»


12/03/2018

 

Samuel Alegre es diseñador gráfico y profesional de {postproducción} de vídeos. Vive no centro histórico (rua Amargura), onde além disso desenvolve o seu trabalho. «A falta de fibra ótica me afeta muito, não posso trabalhamos/trabalhámos de forma normal/simples com estes condicionantes, tenho que fazê-lo tudo com muita previsão, com antecedência, e nos trabalhos não sempre é possível», relata.

Considera «uma situação injusta» que os vizinhos/moradores da parte antiga tenham que suportar estes inconvenientes. Qualquer de seus vídeos pesa entre 500 megas e 1 giga. Deve antecipar-se para enviá-los a tempo, «mas os clientes sempre têm pressa e às vezes não posso garantir que os recebam quase. É uma situação que envergonha um pouco/bocado, que diminui competitividade», assinala.

De facto, Samuel Alegre se está apresentando dar uma volta a seu trabalho para não ter que enviar tanto/golo material pela rede. «Há encomendas que já não posso aceitar, e é uma pena, porque existe bastante trabalho neste campo», lamenta. Por isso está derivando sua atividade profissional até o terreno das páginas webs «mais suportáveis nestas condições e com menos carga/carrega».

As notícias mais...