Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 23 de septembro de 2018

Dois detidos pelo roubo na bomba de gasolina das {Herrerías}

Também usaram um {machete}, se levaram a arrecadação e depois fugiram num carro. Vivem em Miajadas, iam encapuzados e ameaçaram com um revólver ao dependente

REDACCIÓN
14/06/2018

 

Agentes da Guardia Civil de la Unidad Orgánica de Policía {Judicial} de la {Comandancia} de Cáceres han detenido a dos varones de 25 y 37 años, como supostos autores do assalto cometido o 14 de Março numa bomba de gasolina da área de descanso/intervalo do Cruzamento das {Herrerías}. Encapuzados, usaram um revólver e um {machete}, ameaçaram ao empregado da bomba de gasolina, se levaram a arrecadação e fugiram no veículo que tinham estacionado na parte traseira do estabelecimento.

A Guardia Civil iniciou uma investigação, que baixo/sob/debaixo de a denominação de ‘Operação {Trampal}’, permitiu apurar que dias prévios ao roubo, se tinha furtado do interior duma habitação próxima a Miajadas um revólver similar ao usado no assalto; posteriormente, se teve conhecimento que horas anteriores à comissão do roubo, se tinha levado a cabo a subtração das placas de matrícula de um veículo similar ao utilizado pelos assaltantes; também, se teve conhecimento que minutos antes ao assalto, uma pessoa com passa-montanhas, após quebrar o vidro de um veículo noutra localidade próxima à área de serviço, tentou roubar em seu interior, sendo frustrado este facto/feito pelo proprietário do turismo, fugindo do lugar no mesmo veículo que o utilizado no roubo da bomba de gasolina.

A Guardia Civil levou a cabo um visionado minucioso e de maneira repetida das imagens captadas pelas câmaras de segurança da bomba de gasolina, centraram as suspeitas em dois vizinhos de Miajadas, conhecidos por seus largos antecedentes policiais na comissão de delitos de roubo.

A Guardia Civil realizou em Maio um busca domiciliária em casa dum dos assaltantes, que acabou com a {detencion} de ambos, um em Miajadas e outro numa localidade {astuariana}. Os detidos, bem como os efeitos intervindos, foram postos a disposição do Juzgado de Primera Instancia e Instrução Número 4 de Cáceres.

As notícias mais...