+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Coria-Cáceres cria/acredite um escritório para tramitar as denúncias por abusos

 

EFE CÁCERES
13/03/2020

A diocese de Coria-Cáceres criou um escritório para a receção e tramitação de denúncias de possíveis abusos sexuais, que será competente perante toda pessoa que desenvolva uma lavor/trabalho dentro da diocese, tanto/golo clérigos como religiosos e laicos.

O administrador diocesano, Diego Zambrano, foi o encarregado de assinar o decreto pelo que se institui este escritório, com sede no bispado e em relação com as outros escritórios da província eclesiástica, isto é Mérida-Badajoz e Plasencia.

Estará composta pelo padre diocesano Ramón de la Trinidad Piñero Mariño juntamente com vários peritos em matéria jurídica, psicológica e familiar, segundo tem exposto a diocese de Coria-Cáceres na sua página web.

Tudo realiza-se em cumprimento das indicações do Papa Francisco no {motu} {proprio} ‘Tu {estis} {lux} {mundi}’, de 7 de Maio de 2019, recolhidas pela Conferência Episcopal Espanhola em sua assembleia plenária de Novembro.

Trata-se de um «sistema estável e facilmente acessível», como pede o {motu} {proprio}, para apresentar as notas informativas referidos a abusos sexuais no seio da Igreja, considerando que a proteção de menores e pessoas em situação de fraqueza é uma «prioridade para esta igreja diocesana».

Diego Zambrano estará à frente da diocese até que se designe a um novo bispo. A escola de consultores lhe designou faz quinze dias como administrador diocesano.