Menú

El Periódico Extremadura | Quinta-Feira, 21 de septembro de 2017

Cerro cumpre 10 anos como bispo cacerenho

Dá as graças e advoga pelo impulso das vocações

REDACCIÓN
10/09/2017

 

Na segunda-feira passada dia 4 de setembro, o bispo de Coria-Cáceres, {Mons}. Francisco Cerro Chaves, celebrou uma eucaristia de ação de graças na catedral de Coria às 19:00 horas, por seus 10 anos como bispo, que cumpriram-se o dois de setembro. O prelado diocesano pediu aos diocesanos que rezem por ele.

Em sua homilia, o prelado diocesano utilizou três palavras para resumir estes 10 anos: Graças (como São Francisco de Sales: nada apartamento, nada rejeição), perdão (pedir ajuda ao Senhor) e Sonhos. «Sono/sonho com três coisas», explicava Cerro, «“com o Sínodo, que sirva para criar uma Igreja viva. Com o seminário e todas as vocações, também na pastoral juvenil». Para o bispo, a Igreja funciona com «um coração e dois pulmões. O coração é o seminário e os pulmões a espiritualidade, os centros de espiritualidade», sentenciava nossos bispo.

Por último, pediu pela catedral, para que «tenha mais vida, como sempre teve». Acrescentando que «só/sozinho se evangeliza o que se ama, e o que não se cuida não se ama». Por último, encarregou a todos à Virgem de {Argeme}, para que lhes ajude a viver esta realidade. Nesta celebração tão especial para o bispo, o cabido da catedral lhe ofereceu um {báculo} de madeira e um {jarrón} realizado pela associação de deficiência {AXPAY} São Ignacio de Loyola de Coria.

As notícias mais...