Menú

El Periódico Extremadura | Segunda-Feira, 25 de septembro de 2017

A Câmara Municipal prevê que o novo chefe da policia municipal exerça a princípios de 2018

Após o curso, desenvolverá um período de práticas e depois se procederá a sua nomeação oficial. Benedicto Cacho deverá passar antes pela Academia de Segurança Pública em Outubro

MIGUEL ÁNGEL MUÑOZ
08/09/2017

 

Benedicto Cacho tomará posse como chefe da Policia Municipal de Cáceres previsivelmente a princípios de 2018, segundo confirmou ontem a este diário/jornal o vereador de Seguridad Ciudadana, Rafael Mateos. Cacho superou no passado 13 de Julho o exame pelo que obteve em propriedade a praça/vaga de inspetor. Na chefatura de Cáceres ocupa o posto de chefe o policia municipal de maior categoria, que neste momento é Cacho.

No entanto, para que possa exercer deve, para além de superar o exame como o fez, submeter-se ao curso de formação na Academia de Segurança Pública da Extremadura, que se celebrará entre o 25 de Outubro e 25 de Novembro, informou Mateos. O vereador acrescentou que após a academia terá um período de nomeação em práticas «para posteriormente nomeá-lo como funcionário de corrida/curso com a categoria/escalão de inspetor, e nesse caso exercerá a chefatura, algo que se calcula para princípios de ano», disse o vereador.

Mateos matizou/precisou que quando se cubra a praça/vaga de superintendente, quem a ostente será o chefe. Recordou que na Relação de Postos de Trabalho aparece essa praça/vaga, que teria que convocá-la, é uma oposição/concurso público mais, mas por enquanto não está nos planos iminentes da equipa de governo convocá-la. «Agora é mais prioritário tirar a praça/vaga de agente e oficiais que a de superintendente», esclareceu Mateos.

Neste sentido, o vereador indicou que recentemente se celebraram as provas para oficiais, tinha três praças/vagas e têm aprovado três polícias, que celebram curso em academia entre o 25 de setembro e o 25 de Outubro e portanto antes de fim de ano se nomearão oficiais novos. Quanto às praças/vagas de agente, outras três, vão a convocar nos próximos dias.

É um passo mais no organigrama da policia municipal de Cáceres. A oposição/concurso público de inspetor, na qual Benedicto Cacho aprovou, foi de revezo livre, porque a que se convocou através de promoção interna ficou deserta depois de/após que quatro dos cinco subinspetores que há no corpo se apresentassem às provas e não as superassem. Tal como publicou este diário/jornal no passado mês de Julho, à praça/vaga de inspetor se apresentaram 25 pessoas, mas só/sozinho dois (Cacho e outro candidato/candidata) chegaram ao último exame após ter superado as provas psicotécnicas, físicas e um exame teórico. O tribunal o presidiu o secretário-geral da Câmara Municipal, exerceu como secretário o chefe de pessoal da Câmara Municipal e além disso tinha vários vocalismos.

Até ao momento a praça/vaga de chefe da policia municipal a ostenta o subinspetor Ángel Carvajal. O vereador de Seguridad Ciudadana indicou que em seu dia se realizou um concurso entre os subinspetores e finalmente foi Carvajal o escolhido, nomeando's como substituta a Isabel Mendoza. Agora, e como a praça/vaga de superintendente está vaga porque se jubilou o que tinha e não se tem coberto, seria o inspetor quem ostentaria o máxima categoria, neste caso Benedicto Cacho.

O corpo da chefatura da Policia Municipal de Cáceres tem na atualidade 147 agentes. O novo inspetor cumprirá o próximo 14 de Dezembro 42 anos. Nascido e criado no bairro de {Llopis} {Iborra}, é regulado em Direito pela Universidade de {Extemadura} e quase autodidata, se tem preparado concurso público a inspetor da Policia Municipal sem ir a uma academia. Tem procurado programa, se tem {perfeccionado} e superou as provas. Agora só/sozinho fica seu passo pela academia.

As notícias mais...