Menú

El Periódico Extremadura | Segunda-Feira, 17 de fevereiro de 2020

Cáceres, património da humanidade

SANTOS BENÍTEZ FLORIANO Cronista oficial de Cáceres
06/11/2019

 

Cáceres na atualidade é uma cidade moderna idealizadora para viver, trabalhamos/trabalhámos e usufruir. Cáceres Cidade Amiga da Infância, com um espetacular campus universitário, cidade empreendedora, com um elevado nível de qualidade de vida e muito envolvida no Projeto das Cidades Inteligentes. Cáceres cada vez mais conetada com o futuro, já que está unindo sua riqueza patrimonial com as novas tecnologias num afetado projeto intitulado ‘Cáceres Património Inteligente’.

Entre outros títulos tem o de ser o Terceiro Conjunto/clube Monumental de Europa outorgado pelo Conselho de Europa em 1968 e estar declarada desde 1986 Património da Humanidade pela Unesco. O acervo histórico, artístico e cultural que entesoura é um património de incalculável lavor/trabalho que vem surpreendendo a todos os que nos visitam.

Desde o ponto de vista histórico Cáceres foi um solar onde os diversos povos/povoações que conviveram nele criaram uma osmose cultural que deixou sua marca no paisagem, a gastronomia, os monumentos, as costumes... Desde os {albores} dos primeiros povoadores pré-históricos das Grutas de Maltravieso, O Conejar e Santa Ana; passando pelos {vetones} e lusitanos; até à chegada dos romanos que a fundam no século I a. C. como a Colónia {Norbensis} Caesarina; a chegada dos {alanos}, visigodos e no século VIII os {almohades} que constroem tudo o recinto amuralhado e as torres sobre/em relação a {basamentos} romanos; a chegada de Fernando II de León, os {Fratres} de Cáceres até que o 23 de Abril de 1229 Alfonso IX toma definitivamente a cidade aos mouros e já não deixa de ser cristã. É passo da Via da Prata no peregrinar até Santiago de Compostela.

Foi uma cidade onde conviveram durante séculos as três principais culturas de Ocidente: a cristã, a judia e a islâmica. Outro dos afastados mais importantes da Cidade é o feriado, destacando a Páscoa declarada de Interesse/juro Turístico Internacional, a Descida da Virgem da Montanha, Regional; mas há mais festas e festejos: os Santos Mártires, São Blas, Carnavais, São Jorge, Teatro Clássico, Festival Womad, Festival {Irish} {Fleadh}, Festival Blues, Mercados das Três Culturas, etc. {Asímismo} temos um artesanato e um {folflore} muito rico e tradicional.

Temos de assinalar a progressiva construção na cidade duma boa oferta comercial e duma rede hoteleira e de restauração larga, variada e moderna, bem como duma oferta gastronómica que tem sabido transformar o melhor dos nossos produtos autóctones, com 10 Denominações de Origem e Indicações Geográficas Protegidas. Tendo sido declarada no ano 2015 Cidade Espanhola da Gastronomia.

Cáceres é uma cidade que une o passado-antigo com o presente-moderno numa clara síntese de desenvolvimento futuro.

O turismo se tem transformado num dos pilares básicos do desenvolvimento da urbe e um elemento indispensável para o crescimento da economia cacerenha. Mas sem dúvida o melhor é a convivência com os cacerenhos que vos receberão com os braços abertas e fará que vossa estadia seja uma ‘Experiência Monumental’.

As notícias mais...