Menú

El Periódico Extremadura | Sábado, 23 de junho de 2018

Cáceres opta a fundos de Fomento para a muralha

J. L. B. CÁCERES
09/06/2018

 

A junta local de governo da Câmara Municipal acordou ontem que Cáceres voltará a optar à nova convocatória do Ministério de Fomento que destina o 1,5% de cada obra pública a trabalhos de conservação e enriquecimento do património histórico espanhol. Para esta nova convocatória há um investimento total de 51 milhões de euros distribuídos em dois anuidades (20,5 milhões no ano 2019 e 30,4 milhões no ano 2020).

A Câmara Municipal conseguiu financiamento da anterior convocatória de Fomento do 1,5% para fins culturais. Foram 700.000 euros do ministério aos que se somaram 300.000 da co-financiamento municipal. Um milhão de euros para a reabilitação dum dos troços do tela esta da muralha, o compreendido entre o balde do Olival, o baluarte dos Poços e o arco do Cristo. Para esta nova convocatória se pensou como primeira opção em atuar no tela oeste, no qual estão os troços das torres de Bujaco, Erva, Forno, Santa Ana, {Aver} e torre Redonda. No tela oeste é onde, segundo o plano diretor da muralha, teria que expropriar mais prédios.

Mateos assegurou que a eleição do troço e a quantidade/quantia a solicitar ao ministério sairá dos contactos com a Junta, que na anterior convocatória já participou com o financiamento do projeto.

As notícias mais...