Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 23 de septembro de 2018

O {Barceló} V Centenário reabre após uma reforma integral de 5,5 milhões

O estabelecimento impulsiona em sua nova etapa a gastronomia, grelhas e cocktails. Transformação das 138 quartos, zonas comuns, terraços e jardins

MIGUEL ÁNGEL MUÑOZ
12/06/2018

 

Los hotéis são esses lugares onde um amou a vida, sítios nos que {trazas} um caminho, te ensinam novas formas de ver as coisas e te demonstram que é possível viajar ligeiro de bagagem e ser feliz em só/sozinho uma tarde. O hotel que ocupa esta página seguro que tem mil e uma histórias como esta. Não é em vão trata-se do navio insígnia que marcou a modernidade hoteleira da cidade quando em 1992 foi inaugurado coincidindo com os atos comemorativos do V Centenário do Descobrimento de América. Passaram 26 anos e este estabelecimento hoteleiro continua a ser um referente indiscutível, e mais agora depois de/após que {Barceló} Hotel {Group} tenha investido a nada desdenhável quantidade/quantia de 5,5 milhões de euros na renovação de suas instalações com a finalidade de potenciar o turismo familiar, segundo indicou ontem num comunicado esta companhia com sede em Maiorca.

Guillermo Antón, diretor do hotel desde há dois anos e meio, explicou a O Jornal Extremadura que durante os meses de Dezembro, Janeiro e Fevereiro o estabelecimento tem permanecido fechado, que as primeiras quartos abriram em Março e que já está aberto ao 100% de sua capacidade.

Antón indicou que as obras se têm centrado na remodelação das 138 quartos das que dispõe o hotel, bem como de seu restaurante, o bar e a sala destinado a casamentos e banquetes. Também se têm submetido a uma melhoria o terraço grelha e a piscina, os {halls}... Além disso, o terraço para salas tornou-se em bioclimática com uma pérgula feita com lamas que se movem e refrescam ou aquecem o habitáculo de modo natural segundo a climatologia e que é um espaço de 300 metros quadrados concebido para jantares e cocktails.

O diretor indicou que o {Barceló} V Centenário conta com 40 trabalhadores em plantel/quadro mais as subempreitadas, e que se encontra num momento muito doce, trabalhando sobretudo em restauração e grelha. Guillermo Antón acrescentou que estas obras fazem parte duma primeira fase e que só/sozinho falta uma segunda na qual se realizarão melhorias no {desayunador}, algo que está previsto entre os meses de Novembro e Dezembro.

O hotel passou por uma reforma integral quanto a seu mobiliário e quartos de banho, com um design moderno e seguindo/continuando sempre o {leitmotiv} do Descobrimento de América, conservando nomes como Terraço Colón, Restaurante 1492 ou Salas O Descobrimento. Conta com novas zonas {ajardinadas}, chãos de ardósia e quartos com chãos de madeira com o desenho da flor dos ventos. Em definitiva, e como bem define seu diretor, «um hotel do 92 no 2018» onde ainda poderemos seguir/continuar amando a vida.

As notícias mais...