Menú

El Periódico Extremadura | Segunda-Feira, 10 de dezembro de 2018

«As linhas não suportam mais»


12/03/2018

 

«Levo dez anos vivendo na parte antiga, e dez anos sofrendo este problema com diferentes operadoras», explica {Troy} {Nahumko}, escritor e professor de línguas. Na passada semana teve que enviar 25 fotos de qualidade para uma colaboração com um jornal de {Canadá}. Tardou seis horas em subi-las a {Wetransfer} quando o editor se as reclamava com urgência. «Lhe pedi desculpas, mas poderia ter perdido o trabalho», confessa preocupado.

{Troy} também tem tido que renunciar a dar classes de inglês por {Skipe}, por certo muito bem pagas (50 euros a hora), «porque não posso garantir a qualidade na sinal». Isso sim, a 50 metros de seu casa, no Adarve do Cristo, vê como os funcionários da Assembleia provincial usufruem duma auto-estrada de dados.

faturas abusivas / «Os técnicos das operadoras me dizem que as linhas da parte antiga fisicamente não suportam mais de 6 megas. Levo uma década pagando por 10 megas, a oferta genérica. Realmente em meu casa tenho 3 megas de subida e não {llego} a 1 de descida. Tenho ido à escritório de consumo para reclamar que pelo menos me reduzam a fatura, mas também não há solução», denúncia.

O professor recorda que o turismo supõe uma fonte de rendimentos para Cáceres e que a Cidade Monumental é chave neste sentido, por isso pede uma solução para o {soterramiento} efetivo dos cabos, muitos pendurando pelas ruas, e para que este serviço essencial chegue à zona.

As notícias mais...