Menú

El Periódico Extremadura | Segunda-Feira, 25 de junho de 2018

¡Antisistema!

MARCELINO CARDALLIAGUET Profesor
09/06/2018

 

O tenho decidido. Quero ser um {dilecto} antisistema. E para isso, desde hoje, vou a estudar a fundo que é -ou que significa- esta {palabreja} de invenção recente que conta, ao que parece, com um marcado sentido político, mas que dá liberdade a seus seguidores para quebrar esquemas, estabelecer mecanismos ultraliberais para organizar-nos como queiramos e não marca nenhum ponto de remorsos para aqueles que não os cumpram.

Quero saber para que serve ser antisistema num mundo tão {descabalado} e {falto} de honestidade como o que nos tem tocado habitar. E, sobretudo, como pode um cidadão de a {pié} chegar a ser um notório antisistema e demonstrar seu valia.

Já me aconteceu no passado com outro sincero desejo de ser populista. O {consulté} em milhares de livros, folhetos, {octavillas}, jornais de direitas e de esquerdas, etc. E em cada um {encontré} definições diferentes e contraditórias. Umas referidas ao carácter populista dos partidos conservadores, ultras, {fascistoides} e aos Frentes Nacionais; articulados, na sua maioria, dentro da União Europeia. Também {encontré} outras acepções referidas aos coletivos de esquerdas, {filosocialistas} ou claramente comunistas, por seus afã de {engatusar} às gentes de boa vontade, enganando'ls com promessas, doutrinas ou projeções de futuro, que eram impossíveis de alcançar pelos métodos legais {plutocráticos} e dogmáticos que se usam habitualmente nos Estados liberal-conservadores. Por isso quero informar-me a fundo de que é um sistema e como se pode lutar contra ele.

Segundo o dicionário, os sistemas existem entre os planetas e corpos celestes do {Cosmos}. Precisamente, faz umas semanas, em finais de Fevereiro, descobriram um sistema planetário muito aproveitável porque somente está situado a uns 40.000 anos luz -à volta da esquina, como quem diz- e pode que algum daqueles planetas tenha água corrente. Existem também sistemas {algebraicos}, sistemas métricos e outras várias classes deles. Mas me pareceria uma simplicidade fazer-me {anti} sistema planetário, {ecuacional}, construtivo ou métrico-decimal.

A DEFINIÇÃO de antisistema que tenho visto num dicionário de termos políticos me convenceu bastante mais para decantar-me por sê-lo. Diz assim: antisistema: Pessoa ou grupo de pessoas que com uma ideologia desconforme com a ordem político ou social estabelecido se manifestam contra a discriminação, contra a globalização, contra o liberal–capitalismo, contra as leis que limitam direitos e liberdades ou contra o predomínio dos grandes grupos de pressão no Estado. ¡Justo o que eu quero ser¡.

Vivendo em Espanha, baixo/sob/debaixo de um governo conservador; condenados recentemente muitos de seus dirigentes por suborno e fraude; que submete às povoações menos dotadas a cortes, despejos, privações e desemprego, cujos líderes se têm dedicado durante anos à especulação em proveito próprio ou de seus clientes; parece incrível que a maioria dos espanhóis não queiram sair do sistema, fazer-se antisistema e implantar um ordem/disposição novo no qual predomine a justiça, a equidade, a solidariedade e o bom fazer político.

«¡Não {votéis} aos ladrões, que vos roubarão as pensões!» Dizia uma das cartazes erguidos pelos {abueletes}, quando se manifestavam numa das {numerosísimas} {algaradas} de rua contra do Governo. {Abueletes} antisistema que chegaram a compreender realmente que é um sistema de corrupção contínua, como se devem destruir seus «muralhas» de injustiça, de desigualdade e de pouca-vergonha por métodos legais e democráticos.

As notícias mais...