Menú

El Periódico Extremadura | Sexta-Feira, 3 de abril de 2020

Alfredo Aguilera recorrerá perante o TS seu condena por maltrato

EFE CÁCERES
07/03/2020

 

O presidente da Câmara Municipal de Malpartida de Cáceres, Alfredo Aguilera, interporá um recurso de cassação ao Tribunal Supremo pela sentença condenatória por maltrato a sua ex-mulher. Enquanto, o PSOE provincial convocou para hoy na localidade uma concentração e marcha pela igualdade e de rejeição à violência de género, às 13.30 horas na praça maior.

Aguilera abandonou sua ata de deputado provincial o 5 de Fevereiro, depois de/após que a Audiência {ratificara} seu condena por maltrato, mas se mantém como presidente da Câmara Municipal por independente, junto ao resto de seus vereadores, que deram-se de baixa no PP.

O regedor já se desligou do PP em Julho de 2019, quando o Tribunal/réu/julgado do Penal {nº} 2 de Cáceres lhe condenou a nove meses de prisão, a dois anos e meio de afastamento de sua ex-mulher e a 20 dias de liberdade vigiada.

Num comunicado, Aguilera tem anunciado seu recurso para defender seu «inocência» e para continuar «lutando, custe o que custar». Recorda que a sentença não é firme/assine «apesar de que o PSOE não cesse de apregoá-lo». «Demonstram que só/sozinho lhes importa ganhar nos tribunais o que não ganham nas urnas, e que utilizam a violência de género como ferramenta política», assegura o regedor, que acrescenta que seguirá/continuará «trabalhando pela igualdade real das mulheres e pelas vítimas de violência de género».

As notícias mais...