Menú

El Periódico Extremadura | Quinta-Feira, 23 de novembro de 2017

Adeus a ‘{Still} {Star}-{Crossed}’

A série que pôs seu epicentro em Cáceres tem fracassado em EUA


10/09/2017

 

Tem a força de um drama de época, com o estímulo de estar {ambientado} no universo dos amantes por excelência, {Romeo} e {Julieta} (é uma sequela), e de ter sido produzido pela todo-poderosa companhia {Shonda} {Rhimes} (Anatomia de {Grey}, {Scandal}...), que tem seu casa habitual na ainda mais poderosa cadeia ABC. Mas nem sequer estes {mimbres} lhe têm valido à série {Still} {Star} {Crossed}, que após sua estreia o passado Maio passou à noite dos sábados em pouco/bocado mais de um mês, o que se considera um fracasso em EUA. De facto, os atores têm revelado que não terá mais partes.

Uma lástima, porque precisamente esta série converteu a Cáceres na base de operações da sua equipa de trabalho. A rodagem da primeira época começou em diferentes localizações da província em Julho de 2016 e se prolongou até os últimos dias de Dezembro em Plasencia e Trujillo. Durante seis meses, uma equipa de 150 pessoas instalou seu quartel-general na cidade de Cáceres para ser feito diferentes gravações. Segundo indicou em seu dia o deputado de Cultura, Álvaro Sánchez Cotrina, {Still} {Star} {Crossed} supôs uns rendimentos para o sector serviços e a indústria da província cacerenha duns quatro milhões de euros, devido à contratação de trabalhadores, reservas de hotéis, apartamentos e habitações, e a tudo o rede que foi necessário para semelhante gravação.

Também não tem transcendido se se poderá ver a série em Espanha e quando ou através de que plataforma ou canal de televisão.

As notícias mais...