Menú

El Periódico Extremadura | Segunda-Feira, 17 de fevereiro de 2020

Sombras por favor

ANTONIO GARCÍA SALA Economista
12/07/2019

 

Cada ano por estas datas {vuelvo} com este tema. Parece que não terminamos de sensibilizar-nos de que em Badajoz, como em muitas outras cidades do sul, durante quase um terço do ano as temperaturas são muito altas e a certas horas insuportáveis, impedindo usufruir da rua. E isto é um esbanjamento de recursos que tem um custo económico para o comércio e o turismo da cidade e para muitos cidadãos. É uma coisa óbvia, que seguro que muitos o dão por irremediável. Mas não o é. Soluções há. A mais natural, embora também lenta, são os árvores. Necessitamos que esta seja a legislatura dos árvores. Árvores que dêem sombra em verão e que permitam corredores sombrios e parques densos de ramos verdes onde se possa estar com temperaturas agradáveis. Não é nenhuma ocorrência, seguro que dão problemas no acerado e os pássaros incomodam com seus excrementos, ruído e doenças, mas não nos estamos inventando nada. Dá pena ver o Passeio de São Francisco em verão solitário e com um sol de justiça. Ou avenidas solitárias com lindas palmeiras.

Desde meados do século XIX existem toldos na rua de São Juan, como os há em {Sevilla}, em Córdoba, em Málaga ou em Madrid. A estas alturas resulta inconcebível que toda a rua Menacho não esteja coberta por toldos desde o princípio até ao fim. Seguro que há problemas, mas seguro que se podem resolver como em tantas cidades. Estes toldos deveriam estar o próximo ano, se verdadeiramente queremos apoiar ao comércio urbano e que as pessoas esteja nas ruas. Também seria importante fazer uma reforma no Ponte/feriado da Universidade que cobrisse as passeios, para proteger-se do sol e da chuva. Cada vez se vêem em mais cidades, e daria muito valor à mobilidade interior. E para rematar umas ordenanças que normalizasse os toldos das fachadas e terraços e os convertesse em elementos de identidade da cidade e especialmente do Centro Histórico.

Muito se poderia falar deste tema tão importante para a cidade, e é desses assuntos que levam demasiado tempo esperando, que não deve esperar mais. Que ninguém pense que acredito/acho que se me ocurreu nada inovador, mas não por óbvio é menos importante, e por isso {insisto} em isso. Necessitamos mais sombra, por favor.

As notícias mais...