Menú

El Periódico Extremadura | Segunda-Feira, 17 de fevereiro de 2020

Solicitam uma ordem/disposição de afastamento duma menor por abuso sexual

A acusação pede a medida até ao juízo que se verá em Janeiro

F. LEÓN BADAJOZ
06/11/2019

 

A acusação particular de um caso de abuso sexual duma menina de nove anos que se julgará na Secção Primeira da Audiência Provincial de Badajoz em Janeiro do ano próximo, representado pelo advogado Juan Carlos Gallardo Rodríguez, solicitou ontem à Sala «que se dite contra o acusado/arguido uma ordem/disposição de afastamento da vítima e sua família a 500 metros, até que celebre-se o juízo», segundo explicou a este diário/jornal, bem como que «a Procuradoria pede a ordem/disposição de afastamento, mas que se dite na sentença, não como medida cautelar».

O letrado que representa os interesses da família da menor afirmou que «o juízo, que está previsto que se celebre o 16 de Janeiro, terá lugar à porta fechada para preservar a privacidade da menor».

O caso aconteceu em Badajoz em Agosto de 2018, quando o acusado/arguido, um amigo dos avós da menina, abusou da menor quando estavam na piscina com tocamentos e afagos pelo corpo e pela zona genital, até que a menina se o contou a os seus pais, e estes apresentaram a denúncia.

A Procuradoria e a acusação particular qualificam os factos/feitos de um delito continuado de abuso sexual a menor, pelo que solicitam 4 anos e um dia de cadeia, ordem/disposição de afastamento a 200 metros durante seis anos e o pagamento de 2.000 euros, a primeira. A segunda, solicita em suas conclusões provisórias 5 anos e uma indemnização de 6.000 euros.

As notícias mais...