+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

{Repueblan} Três Arroios com 16.000 bolotas e quase 500 árvores e arbustos

Se têm semeado na zona do parque natural que ficou arrasada pelo fogo no ano 2017. 250 alunos das escolas Juventude e Guadiana participaram na última plantação nesta semana

 

Participantes na última jornada de reflorestação em Três arroios, nesta semana. - CEDIDAS POR CÉLULA {BELLOTADA} BADAJOZ

Rubén {Corchado} explica aos assistentes como devem realizar a plantação. - CEDIDAS POR CÉLULA {BELLOTADA} BADAJOZ

B. CASTAÑO badajoz@extremadura.elperiodico.com BADAJOZ
16/02/2020

Com 16.000 bolotas e quase 500 árvores e arbustos autóctones se têm repovoado até à data as sete hectares arrasados pelo fogo no parque de Três Arroios no ano 2017. A reflorestação se levou a cabo através das jornadas de sementeira/semeia organizadas pela Célula {Bellotada} Badajoz, após a assinatura de um convénio com a câmara municipal de Badajoz que tem como objetivo impulsionar a implicação de coletivos cidadãos na conservação do ambiente natural.

A primeira plantação se realizou em meados de Dezembro e a última tem tido lugar esta mesma semana, com a participação duns 250 alunos das escolas Juventude e Guadiana, que antes receberam uma conversa informativa em seus centros e plantaram sementes de árvores e arbustos em {bricks} com a intenção de que sejam estes os que se utilizem na próxima campanha de reflorestação, segundo explicou Rubén {Corchado}, representante de Célula {Bellotada} Badajoz.

Os escolares {sembaron} mais de 200 árvores e arbustos cedidos pela Junta de Extremadura e voltaram a utilizar/empregar as bolotas que um grupo de voluntários recolheu no passado mês de Outubro no próprio parque, pois trata-se de que sejam estas as que voltem à terra donde saíram. Além disso, os participantes contaram com ferramentas cedidas pela Pelouro de Meio ambiente, que de novo repartiu guias com informação sobre/em relação a a flora e a fauna de Três Arroios aos {colegiales}.

Por enquanto, o resultado destas ações de reflorestação está a ser muito positivo. «Praticamente estão todas as plantas que temos semeado e só/sozinho a algumas lhes têm arrancado os protetores que se colocam para protegê-las, mas não são mais de 1 ou 2%», apontou {Corchado}. De forma periódica um membro de Célula {Bellotada} Badajoz vai ao parque para fazer um seguimento à repovoamento. Além disso as plantas se têm geolocalizados e nestes momentos a empresa {Badayork}, que colabora com a iniciativa, está elaborando um mapa para poder/conseguir seguir/continuar o seu crescimento através da internet.

implicar a escolares / Um dos objetivos dos promotores deste projeto era implicar à comunidade educativa, dando assim um passo mais em o seu trabalho de consciencialização. Por isso, para além dos colégios que participaram na última plantação, se iniciaram contactos com o Luis de Morales e o {Lope} de Várzea para possíveis ações no futuro e também com a Universidad de Extremadura, através da Faculdade de Educação, com a ideia de que os estudantes de Mestrado possam realizar estas práticas e incluí-las em seu currículo.

Ainda fica uma ação mais antes de dar por finalizada a atual campanha de reflorestação, que também se levar a cabo no parque de Três Arroios. Será a última semana de Fevereiro ou a primeira de Março e está aberta a todas aquelas pessoas que se queiram somar. Através do perfil de Facebook de Célula Bellotada Badajoz se informará de la fecha concreta.

Embora as ações se têm centrado até agora neste parque, a ideia é que em próximas campanhas se possa estender a outros {parajes} do ambiente de Badajoz, como o antiga lixeira das Encostas de {Orinaza}. Para isso, segundo apontou {Corchado}, será necessário preparar antes um projeto concreto para este lugar. «É uma atuação muito ambiciosa e seria um sítio perfeito para trabalhar a próxima campanha», afirmou.