Menú

El Periódico Extremadura | Terça-Feira, 20 de fevereiro de 2018

O PSOE acredita que a limpeza da encosta da alcáçova se parou após sua denúncia

Denúncia além disso que a obra de São Roque terminou fora de prazo

REDACCIÓN BADAJOZ
10/01/2018

 

O grupo municipal socialista assegurou ontem, através de um comunicado, que a adjudicação da limpeza das encostas da alcáçova que tinha prevista a equipa de governo se tem paralisado devido às denúncias que realizou o PSOE em Novembro e Dezembro porque supunha «um roubo aos cofres municipais».

Segundo o porta-voz socialista, Ricardo Cabezas, «é evidente que se queria contratar uma obra acima de seu valor» e enquanto os técnicos detetaram que «o sobrecusto era uma evidencia», paralisaram o processo de adjudicação. A limpeza das encostas saiu a licitação por 128.000 euros e o grupo socialista assegurou que esta atuação não custava mais de 60.000 euros. Esta obra, com cargo ao Plano de Impulso, financiada com remanescente de 2016, devia estar terminada antes de acabar o 2017. «Resulta curioso -assinala o comunicado- que apesar das dois denúncias socialistas para este mesmo assunto, a equipa de governo tem guardado silêncio sobre/em relação a esta adjudicação que prometeram após os incêndios produzidos nas encostas do primeiro monumento da cidade em Agosto passado».

Por outro lado, o PSOE também denunciou que a obra do cano de esgoto de Ricardo Carapeto, adjudicada o 4 de Dezembro a {Copumaex} por 75.852 euros, deveria estar terminada e recebida antes de que terminasse Dezembro, mas concluiu o 5 de Janeiro, «incumprindo a norma».

As notícias mais...