Menú

El Periódico Extremadura | Terça-Feira, 19 de junho de 2018

O presidente da Câmara Municipal de Don Benito oferece um espaço para os gansos do rio

{Quintana} quer uma vintena para a {Lagunilla}, onde já não ficam patos

A. M. ROMASANTA lcb@elperiodico.com BADAJOZ
13/01/2018

 

Cuando parecia que ninguém quer aos gansos do parque do Guadiana em Badajoz, lhes tem saído um anfitrião. O presidente da Câmara Municipal de Don Benito, o socialista José Luis Quintana, está disposto a receber/acolher em sua localidade a «quinze ou vinte» destes exemplares, para repovoar a {Lagunilla}, onde sempre houve patos mas sua presença se tem reduzido. Se a Câmara Municipal De Badajoz se encarregasse do transferência, «não nos importa trazer-nos a uns poucos», ofereceu ontem.

Segundo assegurou a este diário/jornal, Quintana tem tentado pôr-se em contacto com o vereador de Ambiente em Badajoz, Antonio Ávila, mas ontem não o tinha conseguido. Sim tinha transmitido seu oferecimento ao porta-voz municipal do PSOE, Ricardo Cabezas, e também ao diretor-geral de Ambiente da Junta de Extremadura. O presidente da Câmara Municipal assinalou que em Don Benito existem três espaços com patos e outras aves. Está a {Lagunilla}, que é uma lacuna/lagoa que se encontra em «uma zona de expansão», nas proximidades de um centro geriátrico, onde já teve patos mas a população se tem reduzido. Também os há no parque das Alvercas, que precisamente se conhece como o parque dos patos, e em Dona Branca.

Ontem, a porta-voz do governo municipal de Badajoz, María José Solana, assinalou que a Junta de Extremadura está realizando «um novo estudo» para tentar procurar uma localização aos gansos do parque do rio, onde já há mais de 400 exemplares «e se estão estendendo». A primeira opção que a Câmara Municipal recebeu foi levá-los ao Centro de Recuperação da Fauna Silvestre que tem a Junta em Sierra de Fuentes, em Cáceres, por isso Ávila realizou a princípios de semana uma prova para comprovar que era possível capturá-los e transferi-los numa grande gaiola, convencido de que poderiam recolocar-se em Sierra de Fuentes. Mas nestas instalações se estranharam dado que este lugar está dedicado à recuperação de espécies protegidas. Solana defendeu que os gansos não somente são responsabilidade da Câmara Municipal, que carece de um lugar onde levá-los, mas também estão implicados a escola de veterinários, a Confederação Hidrográfica do Guadiana (CHG) e a Junta.

As notícias mais...