+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

A policia municipal será «implacável» com aqueles que danificam o património

O vereador de Turismo anuncia uma campanha de vigilância

 

A. M. R. BADAJOZ
10/06/2020

O vereador de Turismo, Jaime Mejías, anunciou ontem que a Câmara Municipal De Badajoz vai a promover «uma campanha policial» para «combater» os atos vandálicos contra o património histórico. Segundo disse, «a partir de agora seremos implacáveis» com a aplicação do artigo 323 do Código Penal, que estabelece penas de 6 meses a 3 anos de cadeia e multas de 12 a 24 meses, para além da reparação do dano causado.

Mejías realizou estas declarações após denunciar agressões, vandalismo e botellones que afetam ao património, sobretudo no Baluarte de Santiago, Memória de Menacho, Salto do Cavalo e a Alcazaba.

O vereador compareceu para dar conta de a atividade de sua área, que não se deteve nestes meses. Assim, informou das visitas que receberam os monumentos que abriram o passado fim-de-semana: 300. Seguirão/continuarão abrindo nos próximos fins-de-semana de 10.00 a 14.00 horas.

Em relação ao Consórcio do Centro Histórico, no qual a Câmara Municipal leva trabalhando vários meses para dispor de um texto acordado, comentou que a partir da semana próxima solicitarão reuniões, presenciais ou telemáticas, com a assembleia provincial, a Junta e o Ministério de Fomento. O objetivo é que possa ser uma realidade a princípios do 2021, já que neste ano a Câmara Municipal não pode pertencer a uma plataforma ou ente pelo plano económico e financeiro.