Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 20 de outubro de 2019

García Seco anima aos jovens a entrar nas Forças Armadas

Terá conferências para escolares de ESO e de Ensino secundário e para os pais. A Delegação de Defesa organiza umas jornadas que patrocina {Ibercaja}

F. LEÓN
09/10/2019

 

La delegada do Governo, Yolanda García Seco, animou ontem aos jovens a entrar nas Forças Armadas, «onde encontrarão uma saída laboral na qual a profissionalização tem um papel protagonista», disse. García Seco fez estas manifestações na apresentação das Jornadas Informativas de Formação, Profissão e Futuro ‘{Prepárale}/{Prepárale}’, que organiza a Delegação de Defesa, com patrocínio de {Ibercaja}, e que se desenvolverão de 10 a 12 de Outubro no prédio Século XXI. Fê-lo acompanhada pela vereadora de Emprego, Branca Subirão; o delegado de Defesa, Jesús Caballero; o diretor territorial de {Ibercaja}, Fernando Planelles, e especialistas dos corpos de Terra, do Ar e da {UME}.

Caballero fez finca-pé na importância de informar aos jovens sobre/em relação a as possibilidades profissionais do Exército, tanto/golo para pessoal de tropa como para profissionais e universitários. E explicou que as jornadas, que coincidem com a Festa Nacional de 12 de Outubro, se inaugurarão o dia 10 às 18.30 horas e que constarão duma exposição de material militar, conferências a 600 escolares de ESO e Ensino secundário pelas manhãs e para os pais, à tarde, para além de pontos de informação de cada corpo.

Subirão agradeceu à Delegação do Governo sua colaboração em quantas atividades se desenvolvem na cidade e ao delegado de Defesa que «tenham escolhido Badajoz para celebrar estas jornadas».

Planelles incidiu na importância de difundir a cultura de Defesa e o trabalho do Exército, «com orientação de até o emprego, para que vejam os jovens que têm uma saída profissional».

O tenente-coronel Pascual García Ferrer indicou que nas conversas se dará a mesma informação aos jovens e aos pais, «para fazer-lhes ver que é melhor orientar-se desde o Ensino secundário e que devem apontar alto, pois há possibilidade de canalizar-se pelas escolas de suboficiais e de oficiais». Além disso, assinalou que os universitários podem desenvolver-se «no Exército, porque temos médicos, advogados, economistas, psicólogos, todas as profissões».

Do mesmo modo, pôs-se de manifesto que neste ano Defesa convocará de 3.000 a 3.500 praças/vagas e há três candidatos/candidatas por cada uma, tanto/golo a nível nacional como na Extremadura.

Neste sentido, García Seco assinalou o 12,7% de mulheres nos exércitos «é uma cifra ainda baixa, mas já estão em todos os corpos e especialidades», pelo que animou às jovens a desenvolver-se profissionalmente neles, com seus próprios estudos. Na atualidade há oito com o grau/curso universitário de coronel e uma de geral.

As notícias mais...