Menú

El Periódico Extremadura | Terça-Feira, 19 de junho de 2018

A Fundação {CB} abrirá um centro cultural e social no Progresso

Uma plataforma na internet dá «voz» às bairros ao norte das vias do comboio. O patronato já deu a aprovação a sua criação e se está procurando um local

B. C.
10/01/2018

 

La Fundación CB abrirá un centro cultural y de acción social en el {Progreso}. Assim o avançou ontem seu diretor, Emilio Jiménez, quem explicou que o patronato já tem autorizado sua criação e que nestes momentos se está procurando um local para materializar este projeto.

Jiménez apontou que este centralismo cultural e social não funcionará como os que a Fundación CB mantém noutras povoações extremenhas como Mérida ou Zafra, onde se programam diferentes atividades culturais ao longo do ano. No caso de o Progresso, o objetivo será completar os diferentes projetos e ações que já estão a desenvolver nos bairros ao norte da vias diferentes associações e instituições, entre elas a própria Fundación CB, cujas iniciativas transfeririam sua sede a estas novas instalações. Além disso, a programação deste espaço se acordaria com estes coletivos.

Jiménez deu a conhecer este projeto na apresentação da plataforma E-missão cor, posta em marcha pela Fundación CB, {OndaCampus}, a rádio da Universidad de Extremadura, e o portal Cultura Badajoz, com o objetivo dar voz aos vizinhos/moradores dos bairros de o Progresso, o {Gurugú}-{Colorines} Grupo {Sepes} e Santa {Engracia}, para pôr em valor o trabalho comunitário que leva-se a cabo e que os vizinhos/moradores mostrem desde sua própria perspectiva a realidade que os rodeia. «Este bairro é um livro aberto e o que {pretendemos} é dar-lhe a palavra e que a plataforma seja o que eles queiram que seja», enfatizou Jiménez.

Neste projeto leva-se trabalhando desde há vários meses. Onda Campus está dando oficinas a jovens de entre 10 e 16 anos no centro social de El Gurugú, que são os encarregados de realizar as entrevistas e reportagens, enquanto a responsabilidade de {Willy} López e {Félix} Méndez, do {magacine} digital Cultura Badajoz, recai nas editoriais e as fotografias.

GRANDE ACOLHIMENTO/Leonor Real, coordenadora do projeto, valorizou a «estupenda» acolhimento que tem tido a iniciativa entre os vizinhos/moradores. La plataforma já conta com mais duma vintena de {podcast} com entrevistas a personagens conhecidos destas bairros como a ginástica olímpica Nuria Cabanillas ou a cobertura de La corrida/curso pela saúde, que se celebrou no passado 22 de Outubro. Os promotores confiaram em que este projeto perdure no tempo e que sejam os próprios vizinhos/moradores os que giram esta plataforma uma vez se lhes tenha dotado das ferramentas necessárias para criar seus contidos e geri-la.

Segundo o diretor da Fundación {Cb}, a ideia é que no {futro} E-missão Cor seja uma «pata mais» de La {Galera} {Magazine}, a plataforma digital de conteúdo cultural que já funciona em colaboração com a Universidad de Extremadura.

As notícias mais...