Menú

El Periódico Extremadura | Sexta-Feira, 20 de septembro de 2019

527 pessoas encontram trabalho pelo convénio a Cruz Vermelha e Caixa Rural

A entidade também colabora em levar entretenimento a meninos hospitalizados. Acompanharam em 2018 a 1.400 pessoas em situação de vulnerabilidade

F. L.
11/09/2019

 

El presidente de Caixa Rural da Extremadura, Urbano Caballo, e a vicepresidenta a Cruz Vermelha Extremadura, Mercedes Vaquera, assinaram a renovação de um convénio para favorecer o acesso ao emprego a pessoas de coletivos vulneráveis. São coletivos como maiores de 45 anos, mulheres, migrantes, jovens sem qualificação ou famílias com dificuldade de acesso ao mercado laboral. Trata-se de um projeto pelo qual, segundo o balanço que fizeram ontem, se acompanhou a 1.400 pessoas e delas, 527 encontraram um emprego graças a este convénio.

El projeto, explicaram Caballo e Vaquera, é «uma aposta combina pelo emprego das pessoas vulneráveis», e no passado ano se saldou com perto de um 40% de inserção laboral.

Para Caballo, «estes dados são muito bem-sucedidos na hora de melhorar a empregabilidad de pessoas desfavorecidas», e destacou a importância de seguir/continuar trabalhando «de maneira combina com Cruz Roja depois de/após uma relação muito frutífera durante os últimos quatro anos».

Mercedes Vaquera agradeceu a colaboração da entidade, «porque é indispensável para poder/conseguir ser feito estes projetos de emprego para famílias vulneráveis», bem como pela participação dos voluntários.

Destacou que dos 1.400 participantes no Plano de Emprego, o 61% foram mulheres, «que continua a ser o coletivo com mais dificuldades para aceder ao mercado laboral, seguido/continuado de pessoas migrantes e refugiadas, jovens com baixa ou nula qualificação e as pessoas desempregadas de longa duração e com mais de 45 anos».

El Plano de Emprego tem como objetivo «reduzir os obstáculos no caminho até a inserção laboral», e para isso se oferece orientação laboral, formação sobre/em relação a habilidades que melhorem a empregabilidad, bem como sensibilizar em igualdade laboral», assinalou Vaquera. E acrescentou que «a isto soma-se a colaboração com empresas do ambiente que permite completar a formação com práticas não laborais».

Urbano e Vaquera assinalaram o benéfico desta colaboração e anunciaram que a manterão com um novo convénio. Para além deste plano, Caixa Rural da Extremadura financiou a uniformidade dos voluntários a Cruz Vermelha, que luzirão a espiga da entidade, e outros projetos como o de ajuda à infância hospitalizada, que leva entretenimento aos meninos ingressados nos hospitais de Badajoz e Cáceres.

As notícias mais...