Menú

El Periódico Extremadura | Quarta-Feira, 19 de dezembro de 2018

Usuários do São Juan de Dios estão satisfeitos com o trato que recebem

Lhes dão um 98% de respostas favoráveis por sua amabilidade e formação e respeito. Federico Gil diz que têm tido que ser «criativos» para emprestar esta atenção

RODRIGO CABEZAS prov-badajoz@extremadura.elperiodico.com ALMENDRALEJO
27/12/2017

 

As sondagens de satisfação feitas por uma empresa externa a pacientes e residentes das duas áreas sociosanitárias que tem a Fundação São Juan de Dios Extremadura em Almendralejo revelaram que o trato de seu pessoal e, em geral, a qualidade de seus recursos humanos, são os principais ativos do hospital, depois de/após receber/acolher uma alta pontuação numa série de questões apresentadas, tanto/golo relativas à área de hospitalização como ao urbanização.

Das sondagens se pode concluir que os recursos humanos se configuram como os pontos fortes. De um lado, os pacientes de hospitalização se referem ao trato do pessoal como o valor mais destacado do centro, já se trate da acolhimento que recebem em admissão, com um 100% de respostas positivas; do pessoal médico, com um 98% de opiniões favoráveis na hora de valorizar sua disposição, amabilidade, respeito e formação; ou do pessoal de enfermaria, ao que valorizam em percentagens similares aos anteriores. O pessoal administrativo também recebe um 98% de respostas satisfatórias.

O gerente do centro, Federico Gil, considera que «foram e são anos difíceis porque tivessemos necessitado, e continuamos necessitando, mais apoio. Em muitas ocasiões temos tido que ser criativos para oferecer a atenção que agora se nos reconhece. No entanto, saber que os pacientes e maiores/ancianidade da residência têm sabido ver nosso esforço, recompensa largamente aos que {remamos} neste barco».

Residentes / Quanto às avaliações emitidas por parte dos residentes, é o fator humano o que mais salientam os maiores/ancianidade. Pessoal como trabalhadora social, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional e animadora sociocultural recebem um 100% de opiniões positivas no que se refere a sua disposição, atitude, amabilidade, respeito, preparação e formação. O pessoal sanitário recebeu também um 96 % de opiniões favoráveis.

Outros aspetos como a avaliação do respeito à intimidade e a confidencialidade de cada processo roçam também o 100% na área de hospitalização. No de residência, os usuários valorizam estes detalhes com um 96% de positividade.

Federico Gil explica que «a Ordem/disposição de São Juan de Dios conseguiu que os extremenhos confiem em nossa maneira de fazer as coisas. Levamos muito tempo lutando para fazer ver às administrações públicas e entidades privadas que, no afastado sociosanitário, nosso centro é prioridade para cidadãos, pacientes e maiores/ancianidade extremenhos», sublinhou.

As instalações dos dois centros se valorizam positivamente, mas com menos pontos. «Esta melhoria das instalações é uma cadeira pendente para nós», reconhece Federico Gil.

Nas sondagens também se perguntou de maneira anónima pelos aspetos mais positivos do centro. Neste sentido, a empresa tem facilitado comentários de residentes, entre os que destacam estes que assinalam: «O trato do pessoal me faz sentir como em casa» ou «me sinto muito cara aqui e dou graças a Deus por estar aqui».

As notícias mais...