Menú

El Periódico Extremadura | Terça-Feira, 21 de janeiro de 2020

Uma centena de desempregados/parados aprendem técnicas para procurar um trabalho

Há um curso de manipulador de {fitosanitarios} e outro de alimentos. São desempregados em risco de exclusão social que vivem em zonas desfavorecidas

RODRIGO CABEZAS
18/11/2019

 

Em torno de uma centena de pessoas estão participando no programa {Crisol}, um plano de crescimento e inserção sociolaboral para desempregados que residem em zonas desfavorecidas e pertencem a coletivos em risco de exclusão social. Financiado com fundos europeus e gerido na região pela Junta de Extremadura, em Almendralejo centra-se nos que residem em habitações de promoção pública. Concretamente, está focalizado nos que vivem nas ruas Eugenio Hermoso, Federico García Lorca, Ortega Muñoz, Torre do Ouro ou Olhou, todas elas no bairro de São José, mas também outras como a rua O Salvador e Campo Arañuelo.

desde Dezembro de 2018/ Na capital de Terra de Lamas se desenvolve o programa desde Dezembro de 2018. Nos últimos meses se celebrou um oficina de habilidades pré-laborais e de orientação laboral para maiores/ancianidade de 16 anos que tem como objetivo ensinar aos participantes técnicas que lhes ajudem a melhorar sua empregabilidad mediante o design de itinerários laborais personalizados.

A equipa que atende a estas pessoas está composto por uma trabalhadora social e dois educadores sociais. Entre as técnicas que se ensinam estão as que lhes proporcionam os recursos pessoais necessários que lhes ajudem a desenvolver-se no mundo laboral com técnicas de comunicação, habilidades sociais ou estilos de conduta.

Além disso, desde o 4 de Novembro celebra-se a segunda edição de um oficina de habilidades pré-laborais que serve para a busca de emprego partindo dos interesses particulares de cada participante e, especialmente, das possibilidades que oferece o mercado laboral em seu ambiente. Está formado por 12 alunos.

Formação qualificada/ O programa {Crisol} organiza oficinas e cursos de formação certificada. Assim, acaba de começar uma formação especial de manipulador de produtos {fitosanitarios}. Este curso acredita às pessoas para que manejem produtos químicos agrícolas, tendo em conta a importância que o sector do campo tem em Almendralejo.

Igualmente, em próximos dias se convocarão dois edições para formar em treinador de manipulação de alimentos, que é chave para trabalhamos/trabalhámos no sector agroalimentar e a hotelaria. Estes cursos foram selecionados atendendo a a procura dos participantes e a realidade do mercado laboral.

Segundo explicou a vereadora de Bem-estar Social, Isa Ballesteros, o programa {Crisol} está aberto aos que se queiram apontar e que cumpram os requisitos.

As notícias mais...