+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Um programa piloto ajudará a dar ao água um segundo uso

Almendralejo é o único município de Espanha no qual se porá em prática. A água poderia ser {reutilizada} para a limpeza de ruas, {alcantarillas} ou regas

 

Vista aérea da estação depuradora de águas residuais de Almendralejo. - {EP}

RODRIGO CABEZAS epalmendralejo@gmail.com+ ALMENDRALEJO
25/11/2019

A estação depuradora de águas residuais de Almendralejo acolherá durante os próximos anos um projeto piloto de carácter internacional que permitirá reutilizar o 20% da água que chega cada dia a esta instalação. Trata-se de a {inicitiva} ‘Ou’ que tem gerido a empresa {Socamex} e que está financiada com fundos da Comissão Europeia dentro do plano Horizonte 2020, no qual colaboram mais duma vintena de entidades de todo o mundo. O orçamento supera os 250.000 euros.

Almendralejo será uma das quatro zonas de Europa onde se desenvolva esta experiência piloto durante quatro anos. Os outros três lugares escolhidos são Israel, Croácia e Itália.

Segundo explicou a coordenadora do programa, Yolanda Ballesteros, a intenção é dar soluções desde o ponto de vista da gestão da água e a implementação de novas tecnologias para conseguir que tenha uma economia circular da água. Agora, a água tem um uso linear, isto é, se toma da fonte, se utiliza e se desfeita. O que propõe o programa é oferecer soluções para reutilizar a que se atira.

A ideia é captar a água, submetê-la a diferentes processos tecnológicos para convertê-la seguidamente em água de qualidade e, posteriormente, reutilizar-la com fins especialmente municipais como possam ser a limpeza de ruas, limpeza de esgoto, rega ou outras atuações. Também servirá para tratar vertidos ocasionais das indústrias agrícolas que estão por volta de.

O primeiro passo é desenhar a escala o piloto num laboratório para depois implementá-lo na depuradora, algo que se espera fazer em meados do 2021. Depois, se manterá funcionando durante 12 meses para avaliar e testar o funcionamento dos sistemas.

Yolanda Ballesteros explicou que Almendralejo foi selecionada porque oferece umas condições idóneas para a posta em marcha deste programa piloto, ao ter um água cujas características mudam segundo a sazonalidade.