+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Tempos de formação e revolução

Raúl Almagro considera essencial adaptar-se às novas formas de estreitamente nos negócios e destaca que a formação temos de vê-la como um investimento H Luis Capella oferece às empresas, por meio de {Solitium}, um serviço tecnológico integral

 

Empresários {BNI} 8 Luis Capella, à esquerda, e Raúl Almagro, à direita. - {EP}

RODRIGO MORÁN
22/05/2020

Som tempos de formação e revolução. Praticamente, em todos os sectores. E para isso estão preparados no grupo {BNI} Desafio Almendralejo, onde trabalham desde há semanas para adaptar-se às novas circunstâncias laborais. Ver a formação como uma investimento e não descuidar nunca o afastado tecnológico duma empresa podem ser dois chaves a ter muito em conta para o presente e futuro de um empresário.

Raúl Almagro, empresário {almendralejense} de 39 anos, é responsável de Centro Almagro, serviços de consultoria e formação. Sua reflexão inicial é gráfica: «A repercussão do {covid}-19 nas empresas faz dois meses era muito diferente à que nos toca viver agora. Nos {encontramos} num momento de mudança no qual o presencial se muda pelo telemático e muitos não estão adaptados. Há ferramentas para combater estas mudanças e uma muito poderosa é a formação», diz.

Mas este problema tem um dimensão concetual: «Há muitos empresários que não vêem a formação como uma solução ou um investimento, mas como uma despesa», assinala Raúl, quem apresenta o Centro Almagro como o idealizador para fazer-lhes mudar de opinião.

Por um lado, ao ser uma entidade homologada por {Fundae}.é, oferece a possibilidade de optar a bonificações e uma formação sem custos para a empresa, e, por outro, flexibiliza os prazos para compatibilizar essa formação com as horas de estreitamente e, algo fundamental, a experiência de quase 15 anos no sector.

«Fizemos o curso de Negoceia com teu banco mano a mano e tenho posto em pé toda minha empresa a nível financeiro», assinala Juan Carlos {Murillo}, empresário da construção, que se deixou assessorar por Raúl.

Cursos para adaptar as medidas a aplicar pelo {covid}-19 à gestão financeira ou para a transformação digital som agora mais necessários que nunca. «E {ofrecemos} sessões de {mentoring} personalizadas para adaptar bem essa formação às peculiaridades de cada empresa», acrescenta Raúl Almagro, cujo centro está em rua Pilar de Almendralejo.

Tecnologia integral

Quase igual de fundamental resulta agora cuidar o afastado tecnológico duma empresa. Em isso centra-se o Grupo {Solitium}, ao que pertence Luis Alberto Capella, assessor tecnológico com mais de 22 anos de experiência.

Seu grupo oferece soluções de informática, {ofimática}, gestão documentário, impressão em grandes formatos, {copiadoras}, impressão 3D, servidores, portáteis e uma grande especialidade, a segurança informática. «Uma vantagem competitiva é nossas soluções de continuidade nos negócios com {duplicadores} de servidores e cópias de segurança que evitam que as empresas se paralisem perante qualquer imprevisto», diz Luis. «Hoy, um paralisação temporal pode traduzir-se em perdas quantiosas para as empresas. O {acabamos} de ver», acrescenta.

{Solitium} cifra num 80% a percentagem de avisos solucionados de maneira satisfatória por controlo remotos, «com rapidez e segurança. Isso é Orellana / Orelhana para o cliente», salienta Capella. Empresas da talha de {Ricoh}, Cânone, Microsoft, {HP}, {Sharp} ou {Fujitsu} som clientes desta assina nacional com mais de 700 empregados e cinco escritórios na Extremadura.

Sua vantagem competitiva é a capacidade que tem para responder ao cliente que exige soluções integrais para suas empresas, cobrindo todas as parcelas tecnológicas que necessita para funcionar. Toda uma garantia que não temos de deixar de lado nestes tempos.