Menú

El Periódico Extremadura | Terça-Feira, 21 de janeiro de 2020

Os quatro grupos políticos acordam a condomínio de parte da rua Alverca

Antes, se têm que resolver as conexões às redes municipais

REDACCIÓN ALMENDRALEJO
02/12/2019

 

Um dos grandes objetivos da equipa de governo é o desenvolvimento da zona tradicionalmente conhecida como Pío XII, onde atualmente só/sozinho há uma terreno amplo de terra e velhas edificações confinantes. O plenário/pleno da corporação, com o {beneplácito} dos quatro grupos políticos, aprovou na terça-feira a viabilidade da transformação {urbanizadora} que no Plano Diretor Municipal (PGM) se denomina unidade de execução 80-B.

O que se quer é fazer viável o desenvolvimento do troço da rua Alverca compreendido entre São {Judas} e a estrada de Badajoz, concretamente, a parcela na qual estava a fábrica de farinha.

Segundo explicou o vereador de Urbanismo, {Antolín} Trigo, esta transformação será viável «quando se resolvam todas as conexões a redes municipais», isto é, abastecimento e saneamento de água, distribuição elétrica, as telecomunicações, e o desenvolvimento de comunicação pedonal. São as maçãs compreendidas entre rua Alverca e estrada de Badajoz.

Desta forma, se estabelece uma concessão indireta aos proprietários mediante o sistema de compensação, tendo dois meses para apresentar o programa de execução. O presidente da Câmara Municipal acredita que é um primeiro passo para começar a desenvolver uma zona muito demandada pelos vizinhos/moradores, ao passo que considera que pode ser chave para um possível crescimento da localidade.

As notícias mais...