+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Onde não chegam os recursos, chega o coração

Os {Belloteros} irão a aldeias de Marrocos para entregar comida/almoço, roupa, brinquedos e outros produtos

 

Em plenário/pleno deserto 8 Alguns dos participantes na última edição deste {Rally} Solidário. - {EP}

RODRIGO MORÁN
06/03/2020

Há aqueles que estão desejando que chegue a Páscoa para desligar e perder-se uns dias pelo campo, a montanha ou a praia, e os há que estão preparando um carro/automóvel 4x4 para ir-se ao deserto de Marrocos para ajudar a uma comunidade africana que carece de recursos básicos para viver. Isto segundo é o que estão a fazer quatro {almendralejenses} que decidiu participar no {Rally} Solidário, uma aventura que permite transportar apetechos de primeira necessidade desde/a partir de Espanha até aldeias do sul de Marrocos.

Francisco Arias García, Lola Montes Salinero, Antonio Barrera Quintana e Fernando Muñoz-Reja se têm unido para criar a equipa Os {Belloteros} e participar duma aventura singular com a única finalidade de ajudar aos demais. «É um voluntariado sem fins lucrativos. A organização nos permite aceder a lugares recônditos onde não chegam serviços básicos e, em ocasiões, onde nem sequer há água ou eletricidade. Nós {ayudamos} a estas povoações e aldeias levando brinquedos, alimentos, sapatos, roupa, material escolar e outros objetos de primeira necessidade», explica Fernando Muñoz-Reja.

A aventura parte desde/a partir de Espanha e se prolonga durante seis dias na Páscoa. «O melhor destes voluntariados é que nós entregamos diretamente os produtos, sem {intermediarios}, e podemos ver a felicidade da pessoas que os recebe», sublinha Francisco Arias.

Os {Belloteros} têm mobilizado a associações e empresas de Almendralejo para que colaborem entregando apetechos. Sua ideia é vender adesivos que irão colocadas nos carros/automóveis, bem como t-shirts ou sweatshirts {serigrafiadas} com os nomes destas empresas. O dinheiro que recebam se destinará a compra produtos para aqueles que mais o necessitam.