Menú

El Periódico Extremadura | Sábado, 23 de junho de 2018

De maior quero ser cozinheiro

370 alunos de Primária de várias colégios participaram no certame de cozinha para escolares que se tornou em tudo um referente e que promove uma alimentação saudável desde a base

RODRIGO CABEZAS prov-badajoz@extremadura.elperiodico.com ALMENDRALEJO
27/05/2018

 

Os tempos mudam. E as modas e preferências também. Faz dez anos era habitual que quando se lhe perguntava aos meninos das escolas que queriam ser de maior, estes {contestaran}: professor, arquiteto, médico, polícia ou mesmo essa estranha preferência de ser astronauta. Eram outros tempos. A mesma pergunta encontraria hoje algumas respostas diferentes. Quase seguro. E, naturalmente, algum diria o que todos pensamos neste artigo: «De maior quero ser cozinheiro».

Não é de estranhar que isto aconteça. A cozinha tornou-se num fenómeno na moda que, especialmente, têm impulsionado os diferentes concursos televisivos. Com uma ideia parecida, mas com matizes diferentes, nasceu faz cinco anos Almendralejo Chefe de cozinha Juniores, um concurso de cozinha para escolares da cidade que procura promover esta profissão, mas sobretudo, uma alimentação saudável. Um dos objetivos claros é consciencializar à comunidade educativa sobre/em relação a a importância de previr a obesidade durante a etapa infantil e as doenças relacionadas com uma má alimentação. Os alunos não só/sozinho aprendem a cozinhar em Chefe de cozinha Juniores, mas a conhecer os alimentos e o valor nutricional que dão ao ser humano.

Nesta quinta edição do certame participaram 370 estudantes de colégios como São Roque, Santo Ángel, São Francisco, Montero de Espinosa, Ruta de la Plata e {Includes}. De cada colégio se escolheram a sete alunos que são os que têm podido estar na grande final celebrada no polidesportivo municipal. Como em anteriores anos, os grupos têm elaborado três pratos num tempo limitado e todos foram valorizados por peritos na matéria.

O júri de 2018 o têm composto Francisco Javier Guillén Cabezas, do Restaurante Nando’s; {Nicolás} {Gomez} Risco, do Restaurante {Castúo}; e Francisca Ruiz Rodríguez, do restaurante A Sentinela, de Montijo.

Foi o grupo de São Francisco o vencedor final do concurso com pratos que ficaram à frente de os grupos de Montero de Espinosa e Santo Ángel. O prémio foi uma excursão para o grupo para fazer atividades multiaventuras, mas ganhá-lo não foi o mais importante. Uma vez mais, os alunos têm demonstrado ter uma consciencializa muito positiva sobre/em relação a uma correta alimentação, prémio que lhes servirá para o futuro.

As notícias mais...