Menú

El Periódico Extremadura | Segunda-Feira, 22 de outubro de 2018

A irmandade de São Quadros/Marcos celebra os 25 anos de sua ermida

Uma lona gigante pendurará da igreja durante todo o ano com um {logo} ilustrativo. Terá homenagens especiais para o cura Jesús e Pepe González Hortigón

RODRIGO CABEZAS prov-badajoz@extremadura.elperiodico.com ALMENDRALEJO
13/01/2018

 

Há dados recolhidos pelo cronista oficial de Almendralejo, Francisco Zarandieta, que argumentam que lá pelo século XVII já celebrava-se a romaria de San Quadros/Marcos na capital de Terra de Lamas. É um dos grandes dias de convivência dos vizinhos/moradores de Almendralejo e neste 2018 se volta especial. É que a irmandade de San Quadros/Marcos celebrará o 25 aniversário da inauguração de sua ermida, tudo um símbolo que tornou-se na verdade graças à contribuição de seus vizinhos/moradores e das associações e empresas que durante vários anos tinham ido dando seu grãozinho de areia.

A inauguração da ermida se produziu o 25 de Abril de 1993. Por isso, a irmandade prepara uma série de atividades especiais que comemorem esta efeméride e que terão como ponto culminante no mesmo dia da romaria. O primeiro de tudo foi apresentar o novo {logo} que se criou para este aniversário. «Quisemos que seja significativo e, ao mesmo tempo, muito claro», explica a irmandade num comunicado enviado aos meios de comunicação. Na imagem se vê a ermida tal como se conhece. Flanqueada a sua esquerda aparece o escudo da irmandade como símbolo de continuidade do projeto empreendido em seu dia, e à direita aparece uma fotografia do cura Jesús Núñez Mancera em atitude de bênção «recordando que desde o céu segue/continua guiando a todos os irmãos e romeiros pelo caminho da vida», segundo reflete o citado escrito/documento.

SEM CONCRETIZAR / Atualmente, a Irmã Maior da irmandade é {Catalina} Pérez Preciado, quem teve que substituir a Víctor Bautista González após seu falecimento no passado verão. Desde o coletivo não quiseram detalhar as atividades mais especiais, «algo que faremos mais à frente», embora sim adiantam que todos os irmãos receberão um boletim extraordinário que recolhe/expressa tudo o relativo à ermida de San Quadros/Marcos e sua história.

Dentro dessas atividades terá reconhecimentos e homenagens especiais a pessoas e entidades que fizeram possível que a ermida seja hoje uma realidade. Entre essas pessoas encontram-se dois muito importantes «sem os quais este projeto não tivesse sido possível e que, infelizmente, já não encontram-se entre nós». Trata-se do cura Jesús Núñez Mancera e Pepe González Hortigón. Eles foram os principais impulsores da construção da igreja e aqueles que mobilizaram a tudo o tecido associativo da cidade até consegui-lo.

Além disso, a irmandade informa de que desde Janeiro pendurarão uma grande lona com o novo {logo} de 25 aniversário no varanda da ermida, que se manterá ao longo/comprido de tudo o 2018.

Estancados / À margem de este tema, {Catalina} Pérez Preciado reconhece que o coletivo se ficou ligeiramente estancado quanto ao número de sócios. Atualmente, há uns 650 irmãos, embora noutras épocas têm excedido os mil. «Queremos ver se com este 25 aniversário podemos reativar o amor por são Quadros/Marcos e que as pessoas se some mais a nossa irmandade, que nos faz falta», expressou-se esperançosa de consegui-lo.

As notícias mais...