Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 8 de dezembro de 2019

O Governo licitará de novo o projeto da esquadra de polícia

O presidente da Câmara Municipal anuncia que o contrato com a empresa adjudicatária ficou decidido

RODRIGO CABEZAS
09/07/2019

 

O presidente da Câmara Municipal de Almendralejo, José María Ramírez, tem anunciado que o Governo de Espanha tirará de novo a licitação o projeto de construção da nova esquadra de polícia nacional que começou a construir-se o ano passado, mas cujas obras ficaram paralisadas no passado 1 de Março após alegar a empresa adjudicatária que a edificação resultava deficitária por carências apresentadas no contrato de licitação.

A obra para edificar a esquadra de polícia nacional na rua Miguel de Unamuno (próxima a Rafael Alberti) começou em setembro de 2018. Foi a empresa Germán Gil Senda a adjudicatária do contrato por um montante de 1.277.000 euros, fixando uma melhoria de em torno do 45% do preço de licitação do contrato. Não obstante, aos poucos meses de iniciar/dar início's os trabalhos, a assinatura começou a dar-se conta de que certos parâmetros orçamentados não coincidiam com os que realmente se fixavam no projeto de licitação. José María Ramírez Morán revelou ontem que a construtiva solicitou ao ministério uma série de modificações no projeto para poder/conseguir acometer o resto da execução. No entanto, a lei de contratos do sector público não permite que essas modificações excedam o 20% do contrato inicial. A administração central, que admitiu esta série de anomalias no projeto, supervisionou estas mudanças apresentados pela empresa e que após ser avaliados supunham uma variação de mais do 39%. Isto é, uma modificação de mais de meio milhão de euros no orçamento, motivo pelo qual era impossível continuar com o trabalho.

O presidente da Câmara Municipal de Almendralejo tem anunciado que se produziu uma rescisão de mútuo acordo entre o Governo da nação e a empresa do contrato para este projeto. Com isso, se liquida à empresa os trabalhos efetuados até esse momento e se elabora um novo projeto de licitação com os trabalhos que diminuem. Cabe {recordar} que, atualmente, a obra já tem executada parte da estrutura de três plantas do novo prédio.

Em marcha / Ramírez Morán confirmou que o novo projeto de licitação se está redigindo e que, proximamente, poderia sair a concurso para receber/acolher ofertas. Assim se o tem transmitido a delegada do governo na Extremadura, Yolanda García Seco, após o encontro que ambos mantiveram durante na passada semana.

Ramírez tem valorizado este facto/feito como uma boa notícia, já que considera que nestes casos o primordial é uma rescisão de mútuo acordo que não {ralentice} o processo para tirar um novo projeto. Não quis dar prazos, mas lhe asseguraram que não há problemas de crédito e que a obra se reativará sem problemas.

O primeiro vereador também ficou pendente com a delegada do Governo em rever a atual situação da plantel/quadro de agentes de Polícia Nacional em Almendralejo. Na atualidade, há uma ocupação do 78% dos postos do plantel, isto é, 57 dos 78 que tem a relação. Nas próximas semanas se incorporarão outros quatro agentes mais produto de um concurso interno da polícia. A eles se unirão os cinco agentes de práticas que se anunciou na passada semana.

As notícias mais...