+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Exigem uma defesa mais «férrea» da marca Cava Almendralejo

A equipa de governo lhes recorda que também aposta em esse nome. Têm solicitado à Câmara Municipal que se faça forte diante da Junta de Extremadura

 

Proceso de elaboração do cava extremenho numa adega. - {EP}

RODRIGO MORÁN
22/05/2020

Som dias importantes para o cava que se produz na cidade. E o som porque, de forma iminente, o Conselho Regulador da Denominação de Origem Cava nomeará especificamente a cada uma das subzonas da {DO} Cava, depois de/após que abrisse um prazo para apresentar propostas a cada uma das zonas produções. Concretamente, se pretende que os espumosos com categoria/escalão {premium} tenham um nome próprio. E aí está o debate. Uns apostam em chamarlo Cava Almendralejo, mas outros vêem com melhores olhos o de Cava Extremadura.

Segundo tem podido saber este jornal, a Junta de Extremadura, que é a que ostenta a representação e o voto na {DO} Cava, poderia apostar em um híbrido: Cava Extremadura Almendralejo, fórmula que não convenceria para nada aos agricultores e produtores da localidade.

A Comunidade de Lavradores de Almendralejo, num comunicado, tem exigido ao plantel/elenco de governo da Câmara Municipal que faça uma defesa «férrea» do nome Cava Almendralejo. Desde/a partir de este coletivo lhe pedem também «que defenda perante as instituições administrativas superiores a defesa deste termo». Querem referir-se a defendê-lo diante da Junta de Extremadura, principalmente.

A Comunidade de Lavradores considera, além disso, que, de não sair a denominação desejada, seria «um atropelamento a um dos emblemas do qual todos nos sentimos enormemente orgulhosos. Não deixemos que ninguém usurpe nossa história, pelo bem de Almendralejo», aponta.

a resposta/ A equipa de governo municipal respondeu à citada nota com outra na qual assegura que a sua postura sempre esteve ao lado dos agricultores defendendo a denominação Cava Almendralejo. De facto, recorda que assim pôs-se de manifesto no plenário/pleno de Novembro do ano passado no qual expressou-se duma maneira «clara e rotunda» num documento. Em dito acordo plenário se acordou também notificar a decisão à Denominação de Origem Cava e à Conselheria de Agricultura da Junta de Extremadura, pelo que não entendem «a que respondem estas declarações que {consideramos} injustas» por parte da Comunidade de Lavradores.

Nas últimas reuniões celebradas por agricultores e produtores de cava das adegas {Romale}, Adegas {Marcelino} Díaz e Montado de Em cima, para além de organizações agrárias como {Apag} ou UPA, apostaram em o nome Cava Almendralejo, enquanto outras {elaboradoras} como Via da Prata ou López Morenas veriam com melhores olhos o termo Cava Extremadura. O debate segue/continua, pois, sobre/em relação a a mesa.