Menú

El Periódico Extremadura | Quinta-Feira, 21 de septembro de 2017

Os dadores de sangue aspiram a conseguir o objetivo das mil sacos

O centro de saúde de São Roque voltará a abrir oito dias, incluído no sábado 26

RODRIGO CABEZAS
20/08/2017

 

Almendralejo quer continuar a ser a grande referência regional e nacional de dadores de sangue e já se prepara para a segunda campanha de captação de doadoras do ano que tem lugar como é habitual neste mês de Agosto. A mesma começará na próxima quarta-feira 23 e se estenderá até ao quinta-feira 31. Serão de novo oito jornadas abertas para doar sangue, incluindo novamente um sábado para aqueles que não possam doar em dias úteis. As doações se realizarão no centro de saúde de São Roque, entre as seis da tarde e as 22.30 horas.

Antonio García de las Mulas, coordenador da campanha de Almendralejo (que pertence à Irmandade de Dadores de Sangue de Badajoz), reconhece que continua a ser um sono/sonho por cumprir o objetivo de arrecadar 1.000 sacos de sangue numa campanha, um repto/objetivo que se ficou muito perto em várias ocasiões. Não obstante, tem claro que «é um repto/objetivo muito bonito chegar a essa cifra, mas não podemos esquecer-nos que o verdadeiramente importante é captar a quantos mais dadores de sangue melhor».

Desde a coordenadora local têm claro que os doadores habituais não costumam falhar e, além disso, são avisados de maneira pessoal com uma carta a casa. Outra objetivo/meta é consciencializar àqueles que ainda não se têm animado a doar.

Mês propício / Desde a coordenadora têm claro que Agosto é o mês idealizador. Mulas tem confessado que «o futebol costuma ser um rival importante nas campanhas», aludindo que durante o mês de Abril, os partidos de Champions dos terça-feira e quarta-feira faz com que tenha quase meio centena de doadoras menos cada dia.

O ano passado, o alerta pela febre do {Nilo} Ocidental impediu que Almendralejo conseguisse pela primeira vez a captação de mil sacos. Esta febre, conhecida como o vírus do {Nilo}, é uma doença transmitida por {picadura} de mosquitos que, na maioria dos casos, comporta-se como um processo gripal. Todos aqueles cidadãos que tinham viajado recentemente às províncias de {Sevilla} ou Huelva, que são muitos em Almendralejo em tempo de verão, ficaram sem doar. Neste ano não se espera esse problema e se sonha com superar essa marca. De não consegui-lo, terá mais campanhas.

As notícias mais...