Menú

El Periódico Extremadura | Quarta-Feira, 19 de septembro de 2018

Da poesia de {Instagram} a Planeta

Luis García, um apaixonado à literatura, publicará baixo/sob/debaixo de o selo da prestigiosa editorial a que será sua segunda obra poética o 16 de Janeiro e que titulará ‘Inesperadamente’ H Tem 74.000 seguidores em {Instagram} e seus encontros uma média/meia de 3.000 ‘Gosto’

RODRIGO CABEZAS
24/12/2017

 

Luis García Piedehierro, um jovem {almendralejense} de 31 anos, é um fervente apaixonado à literatura. Faz muito tempo, desde bem pequeno, começou a escrever poesías soltas. Na bloco, no computador, em qualquer papel de qualquer lugar. E, especialmente, na janela mais aberta ao mundo: as redes sociais. Escolheu {Instagram} para oferecer sua maneira de escrever e de entender a poesia. Baixo/sob/debaixo de o nome de {@luisgarciaph} foi publicando suas emoções através de um género que começa a reativar-se. Um dia após outro. Cada vez com mais frequência. Suas poesías subiam ao compasso de seus seguidores. Hoy tem mais de 74.000 em {Instagram} e um média/meia de quase 3.000 ‘Gosto’ em cada um de seus poemas. A metade deles são fãs desde América latina. Toda uma legião de seguidores.

Uma tarde, um {cazatalentos} literário lhe escreveu um privado: «¿te gostaria escrever para Planeta?». Um dos grupos editoriais mais prestigiosos do mundo tinha chamado a a sua porta. «E claro, não me o pensei. Para os que começamos a escrever é um sono/sonho fazê-lo baixo/sob/debaixo de o selo de Planeta».

Luis já escreveu um par de compilatórios de poemas antes de seu primeiro livro ‘Se aquele dia me {hubieras} olhado’, que foi autopublicado. Agora tem pronto/inteligente/esperto o seu segundo livro de poesia que se chama ‘Inesperadamente’ e que sairá o 16 de Janeiro. Já com o selo de Planeta. O amor e as situações quotidianas da vida centram seus mais de 200 páginas.

Este escrivão, que concilia sua paixão com seu ofício de polícia, revela que «muitos seguidores me escrevem para que lhes aconselhe sobre/em relação a coisas que lhes passam. Se sentem identificados com o que escrevo e acreditam que posso servis de ajuda».

Seu sono/sonho é poder/conseguir dedicar-se de corpo e alma à literatura e dar o salto à romance, embora enquanto usufrui de um primeiro sono/sonho alcançado.

As notícias mais...