Menú

El Periódico Extremadura | Quinta-Feira, 21 de septembro de 2017

Os comerciantes poderão vender seus produtos numa única web

Também lhes servirá para promover seus negócios e gratuito durante o primeiro ano

RODRIGO CABEZAS
22/08/2017

 

Um projeto da Câmara de Comércio de Badajoz permitirá ao comércio a retalho de Almendralejo e região a possibilidade de vender seus produtos por internet sem necessidade de ter uma site própria. Nos últimos meses, comércios da localidade, através das associações de {Ceal} e {Asemce}, estão em contacto com a Câmara de Comércio de Badajoz para poder/conseguir integrar seus estabelecimentos na plataforma chamada {Badaccu}, que integraria ao comércio a retalho de toda a província, embora permite geolocalizações concretas para a venda de produtos.

Concha Lázaro, delegada da Câmara de Comércio em Almendralejo, explicou que a ideia «é que os negócios possam vender on line sem necessidade de fazer uma forte investimento numa site. Também queremos que esse posicionamento se faça em redes sociais», disse. Durante o primeiro ano, a plataforma é gratuita para todos os participantes.

Nestes momentos, a plataforma não está aberta ao público, já que ainda se estão integrando negócios. O projeto leva-se construindo desde Maio e espera ver muito cedo a luz. Os empresários do comércio a retalho podem aceder à informação através de {Asemce} ou {Ceal}, ou diretamente consultando na escritório da Câmara de Comércio existente em Almendralejo e situada no Centro de Inovação Empresarial.

Mais visitas / Concha Lázaro assegura que desde que a Câmara de Comércio possui um sítio próprio na cidade são mais os empresários e empreendedores que vão a ela para informar-se das convocatórias de ajudas que há. Indica que, na atualidade, as ajudas tecnológicas e de inovação são as mais solicitadas. Proximamente também sairá uma nova convocatória de subsídios para a internacionalização dos produtos.

Por outro lado, a Câmara de Comércio de Badajoz celebrou ontem em Almendralejo um comité executivo com a ideia de aproximar o ente a pontos estratégicos da província. Reuniram-se com empresários da cidade para conhecer, de primeira mão, as necessidades e inquietudes empresariais da localidade. Também, teve lugar o denominado Fórum sobre/em relação a inquietudes e necessidades no futuro do sector ibérico.

As notícias mais...