Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 18 de agosto de 2019

A Câmara Municipal solicitará mudar o projeto da praça/vaga do Mercado

Já se tem solicitado uma reunião com o ministério para abordar este tema. Por enquanto se fomentará e apoiará o mercado de As Mercedes

REDACCIÓN epextremadura@elperiodico.com ALMENDRALEJO
07/07/2019

 

El Ayuntamiento de Almendralejo solicitará el cambio de proyecto en las actuaciones previstas para la plaza del {Mercado}, tal como tem anunciado a nova equipa de governo. A intenção, já adiantada pelo presidente da Câmara Municipal {almendralejense}, José María Ramírez Morán, é realizar um projeto de cariz comercial para a zona, embora ainda não se sabe a ciência certa que rumo concreto seguirá/continuará a iniciativa.

Desde que surgiram os protestos pela construção de um centro social no interior da antiga praça/vaga de {Abastos}, o PSOE se posicionou apostando em a volta dos empresários do atual mercado de As Mercedes. Nesse sentido, Ramírez Morán tem solicitada uma reunião com o Ministerio de Administraciones Públicas para tratar o tema e ver como se pode parar o projeto que já encontra-se em marcha.

As obras estão dentro dos fundos {Edusi} que chegaram o ano passado à cidade. Concretamente o investimento contemplada é de algo mais de 2,5 milhões de euros. Agora o destino deste prédio poderia variar por completo e voltar a ser um mercado em lugar do centro social de 3.000 metros quadrados que se previa até agora. Se finalmente se materializa esta mudança, o mercado tradicional voltará a retomar o protagonismo, embora dando-lhe uma imagem de maior modernidade.

APOSTA EM O SECTOR / Segundo destacava a responsável de Comércio da Câmara Municipal {almendralejense}, Josefina Barragán, por enquanto vai-se a seguir/continuar apoiando e apostando em o Mercado de As Mercedes que é onde se encontram os empresários do sector. Desta forma, se lhe quer dotar das ferramentas necessárias para que se converta num referente regional, atraindo aos possíveis clientes das povoações de por volta de.

Essa é o objetivo que, com carácter geral, se tem para tudo o comércio da cidade, já não só/sozinho o do sector do mercado. Neste sentido, se quer fazer da capital de Terra de Lamas a principal referência da região. Para isso vai-se a contar com estas povoações na hora de programar atividades, chegando a desenvolvê-las de forma combina e fazendo-os protagonistas das mesmas.

ATIVIDADE DA {OMIC} / Por outro lado, também no âmbito do comércio, embora dentro das ações dirigidas a proteger aos clientes, a Escritório Municipal de Informação ao Consumidor ({OMIC}) quer seguir/continuar apostando em a informação aos consumidores e a proteção na hora de promover hábitos de consumo responsáveis. Também vai-se a seguir/continuar oferecendo o serviço na hora de possíveis reclamações e denúncias por culpa de serviços de baixa ou má qualidade.

No que vai de ano, a {Omic} tem tramitado 645 consultas e 153 reclamações. A intervenção destes profissionais é imprescindível para que a maioria destas denúncias tenham sido benéficas para os afetados. Sempre se procura um acordo antes de reclamar com outras vias. O mais importantes é que o consumidor tem uma visão completa de que fazer perante situações nas que se sente prejudicado.

As notícias mais...