+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Amaya anota as possíveis deficiências que possam ter os centros educativos

Solicitadas melhorias em pintura, alargamento e adequação de espaços

 

O delegado provincial visita um das escolas junto ao presidente da Câmara Municipal. - {EP}

REDACCIÓN ALMENDRALEJO
02/12/2019

A Conselheria de Educação, por meio de seu delegado provincial, Francisco Javier Amaya, fez uma visita guiada pelos centros educativos de primária de Almendralejo para conhecer o estado de suas instalações e as possíveis deficiências que possam ter em diferentes matérias.

O presidente da Câmara Municipal José María Ramírez, e o vereador de manutenção de edifícios {muncicipales}, Juan Manuel Forte, acompanharam a Amaya por todos as escolas. Durante o percurso/percorrido, os diretores lhe transmitiram de maneira direta ao delegado provincial as inquietudes e preocupações que têm em matéria de infraestrutura, solicitandole, entre outras, melhorias especiais em matérias relacionadas com a pintura, alargamento de espaços e adequação de salas. Também mudanças em encerramentos, portas e reforma dalguns equipas.

Tanto/golo Ramírez, na parcela que {compete} ao estritamente municipal, como Amaya tomaram nota para tratar de resolver as deficiências à maior/velho brevidade possível. Desde/a partir de a equipa de governo recordaram também que já se fizeram várias atuações urgentíssimas nalguns colégios durante o primeiro trimestre deste ano.

De outro lado, apesar das chuvas, as obras do nova colégio que se constrói no bairro de São Roque seguem/continuam a bom ritmo. A ideia é que o centro comece a funcionar face ao próximo curso escolar.